No Acre, esse índice é de 3.189,1. Xapuri também passou a ser o primeiro do estado em números absolutos de casos.

Po Raimari Cardoso

A Secretaria Municipal de Saúde de Xapuri (Semusa) divulgou nesta segunda-feira, 28, por meio de seu boletim diário, a confirmação de mais 22 casos positivos do novo coronavírus. Agora, o total de infecções no município desde o início da pandemia foi a 1.201, com 15 mortes registradas.

Esses números, no entanto, estão à frente dos dados divulgados pelo Boletim Sesacre mais recente, que nesta segunda-feira registrou apenas 11 casos em todo o Acre e consigna, até o momento, apenas 1.170 casos confirmados em Xapuri com a ocorrência de 13 mortes pela doença.

Sobre a diferença nos casos confirmados, a Semusa já informou que a diferença é causada pelo tempo que os testes positivados no município levam para ser inseridos na estatística do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS). A respeito dos óbitos há uma divergência não esclarecida entre estado e município.

A reportagem consultou a coordenação da equipe da enfrentamento à pandemia no município, que preferiu esperar pelos resultados dos próximos dias para se pronunciar sobre essa elevação repentina depois de a média móvel de novos casos ter caído para 6 diagnósticos diários no último período de 7 dias.

Xapuri já notificou 2.174 casos de covid-19 desde o registro dos primeiros casos, em 27 de abril passado – 968 foram descartados. Ainda estão sendo monitoradas 1.097 pessoas, das quais duas internadas, e 5 exames estão aguardando resultado de análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Rio Branco, o Lacen.

Com taxa de 6.055,0 casos do novo coronavírus por grupo de 100 mil habitantes, o município segue em segundo no ranking estadual da incidência da covid-19, atrás apenas de Assis Brasil, que tem 8.318,7. No Acre, esse índice é de 3.189,1. Xapuri também passou a ser o primeiro do estado em números absolutos de casos.

Com 657 óbitos por covid-19 registrados até o momento, o Acre apresenta um coeficiente de mortalidade (óbitos por 100 mil habitantes) de 75,1 e de letalidade de 2,4%, sendo que o maior coeficiente de mortalidade está em Assis Brasil (121,3/100.000 habitantes) e de letalidade em Rodrigues Alves (4,5%).

Comentários