Policiais acompanhavam uma embarcação no Rio Juruá quando iniciou o confronto com grupo criminoso, os dois foram mortos durante troca de tiros com a polícia às margens do Rio Juruá

Um dos criminosos foi identificados apenas como Loirinho, já o outro teve seu nome identificado, Isaac Marcos do Carmo, foram mortos durante uma troca de tiros com a polícia às margens do Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre.

O fato aconteceu no domingo (10), durante a Operação Hórus Acre, realizada pela Companhia de Operações Especiais (COE), através do Grupo de Operações Especiais (GOE) e Gefron.

Segundo informações da polícia, a operação teve início no dia 08 de novembro e perdurou até domingo (10), e tinha como objetivo o Patrulha Fluvial no Rio Juruá e seus afluentes, no intuito de coibir o narcotráfico, bem como ações dos “Piratas do Juruá”, que é um grupo armado que comete roubos a embarcações no trecho fluvial entre Cruzeiro do Sul e Porto Walter.

Na tarde de domingo, as patrulhas do Gefron e COE estavam escoltando uma embarcação próximo à Nova Cintra, quando se depararam com um barco suspeito e tentaram fazer a abordagem, mas os indivíduos fizeram uma manobra e foram em direção ao barranco do rio.

Na tentativa de fuga a pé, os criminosos efetuaram vários disparos contra os policiais, que reagiram. No confronto, dois criminosos, que, segundo a polícia, eram líderes da facção criminosa “Bonde dos 13”, foram mortos. Um criminoso que também estava com o grupo ainda conseguiu fugir, e mais outro acabou sendo preso e levado à delegacia de Cruzeiro do Sul. A patrulha ainda efetuou a apreensão de duas armas de fogo, sendo uma espingarda calibre 12 e uma pistola modelo Colt 45.

Os militares isolaram a área para os trabalhos da perícia criminal. Agentes do Instituto Médico Legal (IML) recolheram o corpo e levaram para a sede em Cruzeiro do Sul, onde foram realizados os devidos exames cadavérico. O caso será investigado pela Delegacia da Polícia Civil de Cruzeiro do Sul.

Dois morrera, um foi preso e duas armas apreendidas em operação da polícia no Vale do Juruá, no interior do AC — Foto: Divulgação/Gefron-AC

Um dos suspeitos que morreu durante o confronto é Isaac Marcos do Carmo, que estava foragido no sistema penitenciário do Acre. Segundo a polícia, o outro ainda não foi identificado até esta segunda-feira (11), mas também se tratava de um foragido do presídio de Cruzeiro do Sul. Isaias Pereira Barbosa foi preso em flagrante.

A operação “Hórus Acre” foi deflagrada na sexta-feira (8) e tinha o objetivo de fazer o patrulhamento fluvial no Rio Juruá e seus afluentes, para coibir o narcotráfico e ação dos “piratas” – um grupo armado que comete roubos a embarcações que navegam entre Cruzeiro do Sul e Porto Walter.

A polícia fazia o acompanhamento de uma embarcação quando avistou um outro barco suspeito. Ao tentar fazer a abordagem, os indivíduos que estavam no barco jogaram o veículo em direção ao barranco do rio na tentativa de fugir e iniciaram os disparos contra os policiais.

“Tínhamos a informações de que haveria ataque a três embarcações, fizemos o acompanhamento e, de fato, se concretizou. Quatro indivíduos fizeram abordagem, houve confronto, aquele que se rendeu foi trazido preso, dois foram neutralizados e um conseguiu fugir entrando na floresta”, informou o delegado responsável pelo Gefron, Rêmullo Diniz.

Comentários