fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Bando que executou jovem no Taquari tem prisão preventiva decretada pela Justiça do Acre

Publicado

em

Os sete envolvidos na execução de um jovem no Taquari, Uenno da Silva França, Leydson Mustafa Machado, Luiz Felipe da Silva Tojal, Denilson do Rosário Braga, Benedito Taylon Araújo Colombo, Dario Bezerra de Souza e Joabi Santos da Silva Pinto, tiveram a prisões preventivas decretadas.

A decisão foi da Juíza da Vara de Plantão Andrea Brito, durante audiência de custódia realizada na tarde desta quarta-feira, 16, no Fórum Criminal.

O bando tinha sido indiciado pelos crimes de homicídio qualificado, mediante a emboscada e por tentativa de assassinato mediante a emboscada.

Os sete acusados foram presos na terça-feira, 15, em ações distintas, de policiais militares do 2º Batalhão.

Os criminosos são acusados de planejar e executar o jovem Michael Douglas da Silva de 20 anos.

O ataque, ocorreu na casa da vítima, localizada na região do Taquari.

Na mesma ação, a esposa de Michael, Kailane Ferreira da Silva de 20 anos, foi baleada de raspão na cabeça.

De acordo com o inquérito, parte do bando que invadiu a residência, foi surpreendido por membros de uma facção rival durante a fuga.

O condutor do carro, dos envolvidos na homicídio, perdeu o controle da direção e bateu em monte de areia na lateral da via.

Os criminosos chegaram a trocar tiros, mas quatro conseguiram sair do carro e correr para uma área de mata.

Mas um adolescente, que estava no veículo, foi capturado, torturado e assassinado. A morte do menor foi uma vingança pelo ataque.

No interior do carro, a Polícia Militar encontrou um fuzil.

Pouco tempo depois, Joabi Santos, ferido de raspão na cabeça, foi preso.

No período da noite, outros integrantes da quadrilha, que estavam em uma BMW, tentando resgatar os comparsas, foram presos.

– A partir de agora a Policia Civil l terá o prazo de dez dias para finalizar o inquérito. O caso será encaminhada para a Delegacia de Homicídio. Joabi Santos, acusado de participar do ataque no Taquari, é réu por sequestrar e matar pecuarista

 

Joabi Santos da Silva Pinto, preso por policiais militares na última terça-feira, 15, é um dos 19 réus denunciados pelo crime de extorsão mediante sequestro seguida de morte, que teve como vítima o pecuarista Edney Targa.

Joabi, chegou a ser preso durante uma operação da Polícia Civil, mas atualmente estava em liberdade.

O pecuarista Edney Targa foi sequestrado em primeiro de outubro do ano passado por criminosos, de sua propriedade, localizada na zona rural de Acrelândia.

A vítima foi trazida para Rio Branco e levada para um cativeiro, em uma casa, no Bairro da Paz. Dois dias depois Edney Targa foi assassinado. O corpo foi jogado dentro de um poço desativado.

Na época, o bando envolvido no crime, chegou a pedir um resgate inicial de R$ 300 mil, mas depois exigiu R$ 2 milhões.

Mesmo após, matar o pecuarista, a quadrilha continuou pedindo dinheiro a família.

No dia três do mês passado, o Juiz da Comarca de Acrelândia, abriu vista ao Ministério Público do Acre, para no prazo de 20 dias, localizar o endereço de Joabi e outros três comparsas. Mas eles não foram encontrados.

Joabi Santos, foi preso na tarde de terça-feira, 16, pela Polícia Militar.

Ele era um dos integrantes do bando, que invadiu uma casa, na Travessa Vasco da Gama, no Bairro Taquari, em Rio Branco.

Durante a ação Michel Douglas da Silva foi executado a tiros, e a esposa dele, Kailane Ferreira da Silva de 20 anos, foi baleada na região da cabeça.

Mas na fuga, o bando foi surpreendido por membros de uma facção rival.

Na troca de tiros Joabi foi atingido com um tiro de raspão na cabeça e foi localizado em uma área de mata.

Pelo o crime do pecuarista, Joabi e mais 18 comparsas, passaram de acusados para réus no processo. A denúncia foi aceita em dezembro passado.

Comentários

Geral

Condutor, preso em flagrante por dirigir embriagado após atropelar e deixar casal em estado grave em Feijó, ganha a liberdade

Publicado

em

A juíza substituta da Vara Criminal da Comarca de Feijó, Bruna Barreto Perazzo Costa, concedeu liberdade provisória a José Vanaldo Aguiar de Almeida. Ele foi o responsável pelo grave acidente de trânsito ocorrido na Avenida Presidente Castelo Branco, no dia 27 de fevereiro, por volta das 14 horas.

Consta que José Vanaldo conduzia o veículo embriagado. Com o carro desgovernado e em alta velocidade, ele colidiu frontalmente com uma moto Honda XRE, ocasionando graves ferimentos ao casal Eliabe Silva de Souza e Leidiane.

Mesmo tendo extensa ficha de antecedentes criminais, inclusive com vários deles por crimes praticados no trânsito, a magistrada entendeu que as medidas cautelares diversas da prisão são suficientes para o caso.

A vítima Eliabe Silva foi transferida para o Hospital de Cruzeiro do Sul, para cirurgia de emergência, com três graves fraturas na perna direita, além de cortes profundos no rosto e escoriações por todo o corpo.

A esposa de Eliabi, Leidiane, ainda está internada no Hospital de Feijó, em observação, dada a pancada e o corte profundo na cabeça.

O autor do crime, Vanaldo, possui diversos processos criminais, inclusive com condenação transitada em julgado e já fez várias vítimas no trânsito sendo que uma delas acabou ficando paralítica, dada a gravidade do acidente.

O Ministério Público do Acre pediu vista ao processo para a interposição de recurso em face da decisão que colocou o autor do crime em liberdade.

Veja o vídeo da colisão e a prisão em flagrante de José Vanaldo, por dirigir sob efeito de álcool.

 

Comentários

Continue lendo

Geral

Defesa Civil interdita Calçadão da Gameleira devido a “risco em potencial”

Publicado

em

Espaço foi invadido pelas águas na manhã desta sexta/Foto: ContilNet

Espaço foi invadido pelas águas na manhã desta sexta

A Defesa Civil anunciou na noite desta sexta-feira (01) a interdição do Calçadão da Gameleira, um dos pontos turísticos mais conhecidos da cidade, devido a um “risco em potencial” em decorrência da cheia do rio Acre. A medida visa garantir a segurança dos pedestres e evitar possíveis acidentes.

Imagens enviadas mostram as equipes da Defesa Civil e da Superintendência de Rio Branco (RBTrans) colocando cavaletes para impedir a passagem de pedrestres no local. As águas já começaram a invadir prédios que estão no local. 

A Defesa Civil está trabalhando em conjunto com as autoridades locais para avaliar a extensão dos danos e determinar os próximos passos a serem tomados para resolver a situação.

Comentários

Continue lendo

Geral

Tortura, morte e esquartejamento: Corpo de jovem é encontrado dentro de saco plástico 

Publicado

em

As buscas pelo jovem Adenilson Soares Santos, de 24 anos, chegaram ao fim na tarde desta sexta-feira, 1º de março, de forma trágica e para sempre.

O  cadáver de Daniel, foi encontrado dentro de um açude,  numa propriedade rural no Belo Jardim.

O corpo, que foi decapitado e esquartejado estava dentro de um saco plástico.

De acordo com a polícia, o jovem estava desaparecido desde de quinta-feira passada, 29 de fevereiro, após um tiroteio na região onde a vítima morava.

A suspeita é que Daniel Amorim foi sequestrado e levado para a área de mata por bandidos.

No local, a vítima foi torturada, assassinada, decapitada e  teve o corpo esquartejado por membros de uma organização criminosa.

Na sequência os bandidos colocaram os restos mortais dentro de um saco plástico e jogaram dentro de um açude, localizado no Ramal da Zezé, região do Belo Jardim.

O crime pode está relacionado a guerra de facções criminosas. O caso é investigado na sede da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil.

 

Comentários

Continue lendo






Em alta