fbpx
Conecte-se conosco

Geral

No apagar das luzes, BRs do Acre receberam R$ 60 milhões

Publicado

em

DNIT/AC tem expectativa de repasse maior de recursos em 2023 para recuperação de rodovias no Acre

A Superintendência Regional do Departamento de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Acre deverá ter seu novo titular definido pelo ministro dos Transportes, Renan Filho, nos próximos 15 dias, como costuma acontecer no início de novos governos. Por enquanto, quem responde pela autarquia federal no estado é o engenheiro civil Thiago Caetano, uma vez que Carlos Moraes, que esteve à frente do órgão nos últimos anos, pediu exoneração no fim de dezembro passado.

Neste último fim de semana, em meio às movimentações para posse do presidente Lula, a direção do DNIT no Acre recebeu uma excelente notícia. Foram liberados R$ 60 milhões para aplicação imediata em obras de manutenção das rodovias federais no estado, as BRs 364 e 317, as principais vias de ligação entre as regionais acreanas, caminhos certos para se chegar, por via terrestre, a todos os municípios da unidade federativa.

Os recursos são de uma suplementação oriunda da aprovação da PEC da Transição, que no apagar das luzes de 2022 chegaram para dar um fôlego ao DNIT no estado que, de maneira especial no segundo semestre do ano passado, enfrentou sérias dificuldades relacionadas à escassez de recursos para a execução de obras de manutenção nas duas rodovias. O resultado foi que as duas estradas chegaram ao fim do ano em situação precária.

Quanto à BR-364, que corta o estado no sentido da regional do Alto Juruá, a falta dos recursos apenas agravou as más condições de trafegabilidade, que na maior parte dos cerca de 600 quilômetros podem ser consideradas constantes. Já a BR-317, que dá acesso à regional do Alto Acre, costuma ter condições muito melhores de tráfego, apresentando problemas mais pontuais. Contudo, neste fim de ano, a situação da rodovia ficou muito ruim.

O ac24horas conversou com Thiago Caetano neste fim de semana sobre os efeitos da liberação dos R$ 60 milhões nas últimas horas de 2022 e sobre as expectativas do DNIT para o ano que começou com relação à liberação de recursos do Orçamento 2023 para as obras de recuperação e manutenção das rodovias federais acreanas. Segundo ele, as expectativas são boas, mas destacou que é necessária uma boa atuação dos parlamentares acreanos.

“Nossa expectativa é que o orçamento deste ano seja de pelo menos 150 milhões para a Manutenção das nossas Rodovias Federais. Mas ainda não temos nenhuma definição clara, uma vez que o que vai para o Orçamento Geral é o Orçamento para a Região Norte. Daí a importância da nossa bancada federal em buscar o maior orçamento possível para o Acre dessa parcela para a região Norte”, afirmou o engenheiro.

Sobre a liberação de última hora dos R$ 60 milhões, Thiago Caetano disse que a notícia foi muito bem recebida no DNIT/AC, considerando as grandes dificuldades que o departamento teve no decorrer do ano no que diz respeito à falta de recursos orçamentários, que é um problema que vem se arrastando há alguns anos, tornando muito difícil a manutenção em bom estado das rodovias acreanas.

“Recebemos essa notícia no DNIT com grande alegria, pois esse foi um ano muito difícil a nível orçamentário. Houve um momento, em pleno verão, que tivemos que paralisar quase todos nossos contratos por falta de recursos. E essa realidade de restrição orçamentária vem se arrastando por alguns anos. Por isso nossas rodovias têm se degradado tanto, inclusive a BR-317/AC. Esses R$ 60 milhões chegam em ótima hora, uma vez que já a algum tempo estávamos praticamente sem recursos para trabalhar”, disse.

Os recursos liberados serão aplicados de maneira imediata nas obras de manutenção das rodovias, permitindo que os trabalhos sejam retomados tanto na BR-364 quanto na BR-317, no entanto, Caetano lembrou que em período de chuva na região, os trabalhos acabam sendo limitados. De acordo com ele, os trechos que apresentam maiores problemas, oferecendo mais riscos para os usuários, serão priorizados.

“Mas, de maneira geral, esses R$ 60 milhões permitirão que os trabalhos sejam retomados, tanto na BR-364 quanto na BR-317. Iremos priorizar os trechos mais críticos, como alguns pontos na parte urbana de Rio Branco, entre Rio Branco e Sena Madureira, entre Sena e Feijó, entre Tarauacá e o rio Gregório, o trecho de entrada do estado, entre a Tucandeira e Rio Branco e, claro, a BR-317 também, em especial os locais com maior incidência de buracos, como ali entre Capixaba e a fazenda Três Meninas, entre Xapuri e Brasiléia e entre Brasiléia e Assis Brasil”, explicou.

Thiago Caetano também destacou que pela limitação do período de chuvas, os trabalhos serão limitados aos serviços de remendo profundo com pedra, nos buracos maiores, tapa buracos e correção de defeitos nos buracos menores, e que essas ações serão iniciadas nos locais que apresentam maior risco aos usuários e vão evoluindo de acordo com as condições de mobilização das empresas e condições climáticas.

“Mas, em resumo, esses R$ 60 milhões nos trazem esperança de dias melhores para a infraestrutura do nosso estado e melhores condições de trabalho ao DNIT”, concluiu Thiago Caetano, que permanece à frente da autarquia no estado até a definição do novo superintendente. O ac24horas apurou que há uma expectativa positiva por parte de servidores do órgão no Acre para que ele seja efetivado no cargo.

Falta de dinheiro e Ação do MP

O DNIT havia recebido, recentemente, uma pequena suplementação orçamentária, de R$ 12 milhões, para aplicar na recuperação das rodovias acreanas, mas os recursos priorizaram a BR-364, que leva ao Vale do Juruá, e que está em condição muito pior que a BR-317.

No fim de novembro, o Ministério Público Federal (MPF) no Acre ajuizou Ação Civil Pública com pedido de liminar contra a União, o DNIT e o Estado do Acre pedindo a realização de reparos necessários à manutenção, fiscalização e conservação do trecho acreano da BR-317.

No ano passado, o Anuário do Transporte, elaborado pela Confederação Nacional do Transporte – CNT -, apontou que 412 km da BR-317 avaliados quanto ao estado geral da pista foram categorizados como “regular”, “ruim” e “péssimo”. Nenhum quilômetro da estrada teve classificação “bom” ou “ótimo”.

Nos últimos dois meses de 2022, a rodovia que leva à regional do Alto Acre, nas fronteiras com o Peru e a Bolívia, e que costuma ter boas condições de tráfego durante todo o ano passou a apresentar sérios problemas de manutenção em vários trechos, aumentando muito os riscos de acidentes, principalmente no período noturno e em situação de chuva.

Relatório elaborado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), a pedido do MPF, também identificou inúmeros segmentos em que a trafegabilidade de veículos estava bastante prejudicada em função das péssimas condições da pista e dos serviços de reparação em execução, trazendo grandes riscos de acidentes.

O que o DNIT/AC executa no momento

Sobre a BR-364, o DNIT divulgou neste mês de dezembro que licitou e contratou os serviços e as obras de manutenção em 3 lotes que abrangem segmentos da BR-364/AC, sendo eles: lote 1 (km 0,00 ao km 125), 3 ( km 179 ao km 274) e 6 ( km 491 ao km 622). Além disso, está prevista a contratação dos lotes 2 e 7 no início de 2023. Com relação aos lotes 4, 5 e 8, o DNIT possui contratos vigentes que possibilitam a execução da manutenção.

Em parceria com o Governo Estadual, a autarquia informa que executa as obras de implantação do Contorno Viário de Brasiléia e Epitaciolândia, na BR-317/AC. O empreendimento vai contar com a implantação de 11 km de pista simples e a construção de ponte de 250m sobre o rio Acre. Atualmente, as equipes do DNIT concluíram as etapas de infraestrutura e de mesoestrutura da ponte e realizam a etapa de superestrutura.

“O projeto retira os veículos de carga que fazem exportação pela rodovia do tráfego urbano, preservando as vias dos municípios e melhorando a qualidade de vida na região. Além de facilitar o tráfego, a ponte deve beneficiar mais de 50 mil habitantes e movimentar a economia local e do país”, ressaltou a comunicação do DNIT.

A Autarquia também afirmou que executou serviços de manutenção e de conservação em todas as rodovias sob a sua jurisdição, como a limpeza e o monitoramento dos dispositivos de drenagem, serviços de roçada, operação tapa-buracos, dentre outros.

“As ações desenvolvidas em 2022 e as perspectivas para 2023 no Estado do Acre devem resultar em mais segurança e conforto aos usuários, com a melhoria das condições de trafegabilidade”, disse o órgão.

Comentários

Geral

Segurança Pública prende passageiro de veículo com mandado de prisão em Senador Guiomard

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp) por meio do Grupo Especial em Fronteira (Gefron) em parceria com Polícia Civil prendeu neste domingo, 25, passageiro de veículo com mandado de prisão em uma abordagem de rotina no Posto de Fiscalização do Gefron, em Senador Guiomard.

A ação que faz parte da Operação Hórus do Programa Guardiões das Fronteiras do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), tem como objetivo medidas preventivas e ostensivas contra crimes em regiões fronteiriças.

A prisão aconteceu quando a guarnição verificava as identidades dos passageiros de um transporte coletivo intermunicipal, descobrindo-se que havia um passageiro com um mandado de prisão expedido pela Vara Única Criminal de Bujari.

A ação integrada com a Polícia Civil do Acre resultou em uma prisão com mandado de prisão cumprido.

Comentários

Continue lendo

Geral

PM prende dupla por corrupção de menores e apreende arma em Porto Acre

Publicado

em

A Polícia Militar do Acre (PMAC), por meio do 3º Batalhão, apreendeu uma arma de fogo e um simulacro de pistola na noite deste sábado, 24, na Vila do Incra, município de Porto Acre. Dois homens foram presos.

A guarnição realizava o patrulhamento quando avistou quatro pessoas fazendo o uso de entorpecentes no interior de um comércio abandonado. Feita abordagem, constataram que se tratava de dois homens, ambos de 18 anos, e de dois adolescentes, de 15 e 16.

Após buscas no local, foi encontrada uma escopeta de fabricação artesanal, calibre .28, e um simulacro tipo pistola, cor preta, além de duas munições.

Os dois indivíduos foram presos e, juntamente com os dois menores e os itens apreendidos, bem como os resquícios da droga (aparentando ser maconha) que estava sendo usada, conduzidos à Delegacia de Flagrantes (Defla), para os procedimentos legais.

Comentários

Continue lendo

Geral

Após assalto homem pula no Rio Acre acaba preso pela Polícia Boliviana e entregue ao Brasil

Publicado

em

Uma ação integrada neste sábado, 21, resultou na prisão de um homem suspeito de participar de vários roubos na região inclusive um roubou a uma loja que vende celulares na cidade de Epitaciolândia. A prisão ocorreu no bairro Mapajo, na cidade de Cobija-BO.

O homem de 29 anos, identificado pelas iniciais A.J.R.J., de nacionalidade brasileira, cometeu um roubo – crime conhecido popularmente como assalto, momentos em que passava uma viatura policial que, após avistar os policiais, o individuo empreendeu fuga pulando dentro do rio Acre e fugiu para o território Boliviano e em seguida a Polícia Boliviana foi acionada.

Os policiais brasileiros informaram as características do infrator e os militares intensificaram o patrulhamento e localizaram o acusado. O armamento usado no delito não foi localizado, segundo o delinquente, após pular no rio a arma teria caído.

Diante dos fatos, as autoridades do país vizinho protocolaram a extradição do país e os entregaram na ponte que liga Epitaciolândia à Cobija.

O mesmo aguarda sua transferência para o presídio na capital acreana já que existia um mandado de prisão em seu desfavor.

Comentários

Continue lendo






Em alta