Diretor-presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães

O órgão do Governo do Estado do Acre responsável pela saneamento público e pavimentações, o Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa), vai gastar em um ano a bagatela de R$ 592,8 mil somente com o aluguel de uma suntuosa sede no centro da cidade e com o aluguel de pontos de mídia eletrônica.

Os dois contratos, Extrato de Ata Nº 001/2018 e o Termo de Ratificação, estão disponibilizados no Diário Oficial do Estado do Acre (DOE), edição Nº 12.220, de segunda-feira, 15 de janeiro de 2018, página 21.

Dinheiro em mídia digital

O Extrato de Ata Nº 001/2018 revela “a contratação de empresa especializada para prestação de serviço de em tv corporativa/mural eletrônico (Digital Signage), incluindo Hardware, software, manutenção preventiva, corretiva, gestão e criação de conteúdo específico para divulgação”.

Para isso e para apenas 10 pontos de divulgação, o Depasa vai gastar R$ 232.800,00 em 12 meses. O serviço inclui equipamento, software, manutenção preventiva, corretiva, gestão e criação de conteúdo específico, para transmissão diária de informações institucionais para todos os pontos instalados, de 2ª a 6ª feira, das 8h às 18h.

Ou seja, para veicular os interesses do Depasa, provavelmente nos locais de atendimento ao público, cada ponto eletrônico de propaganda vai custar a bagatela de R$ 1.940,00 aos contribuintes.

Aluguel de sede

Por outro lado, para ficar confortavelmente instalado no centro da cidade e em uma travessa com pouco movimento de veículos ao lado da Biblioteca Pública, o Depasa renovou o contrato de aluguel do prédio onde está instalado. O primeiro contrato não foi feito por licitação.

Com aproximadamente 1.400m², composto de subsolo, 1º e 2º andar, situada na Rua Franco Ribeiro, n 77, Bairro Centro vai custar mensalmente a bagatela de 30.000,00. Ou seja, para cada metro quadrado ocupado no centro da cidade, o contribuinte vai pagar R$ 21,43.

Comentários