fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Contra a corrupção: com pressão da Deputada Dra. Michelle Melo, governo cancela contrato milionário com empresa Medtrauma

Publicado

em

A parlamentar foi uma peça fundamental para o desmonte e cancelamento por parte do governo do contrato milionário com a empresa Medtrauma.

Após o escândalo nacional com a repercussão da reportagem especial apresentada no Fantástico, a parlamentar acreana Dra. Michelle Melo, apresentou junto ao Ministério Público do Estado do Acre, uma denúncia formal pedindo uma investigação imediata relacionada ao possível caso de corrupção envolvendo o superfaturamento e pagamentos indevidos a empresa Medtrauma.

Na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac), a parlamentar protocolou dois requerimentos. O primeiro Nª 21/2024, solicita com urgência o processo licitatório e contratação dos serviços da Medtrauma e o segundo requerimento Nª 22/2024, convoca o Secretário de Saúde do Estado Dr. Pedro Pascoal, representantes do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o representante da Empresa Medtrauma.

Na manhã desta sexta-feira, 23, a promotora de Justiça Myrna Teixeira Mendoza, da 1ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa do Patrimônio Público, apresentou uma recomendação endereçada à Secretaria de Saúde do Estado do Acre (Sesacre) solicitando a suspensão de todos os pagamentos à empresa MedTrauma Serviços Médicos Especializados Ltda.

Após a movimentação política da deputada que apresentou documentos públicos que comprovam a irregularidade na tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o governo do Estado decidiu colocar um ponto final e cancelar o contrato com a a empresa que faturou mais de R$ 56 milhões nos últimos dois anos do governo do Acre.

A empresa é acusada pela Controladoria-Geral da União como responsável por um superfaturamento milionário nos serviços prestados no Acre, Roraima e Mato Grosso.

Comentários

Continue lendo

Geral

Morte de homem encontrado sem roupas tem conotação sexual, diz delegado

Publicado

em

O homicídio de José Anailton Alves de Souza, 52 anos, encontrado morto e sem roupas no último sábado, 25, em Rodrigues Alves, interior do Acre, é investigado como um crime sexual pela Polícia Civil.

A vítima foi encontrada com várias perfurações de faca nas costas e estava despida.

“Ele estava em posição decúbito ventral. Provavelmente algo envolvendo relação sexual que resultou em desentendimento e ocorreu o homicídio. Estamos aguardando a perícia e complementações como investigação de material biológico e até o final da semana esperamos identificar o suspeito”, citou o delegado, Segundo os familiares, a vítima era conhecida por ingerir muita bebida alcoólica.

Comentários

Continue lendo

Geral

Inscrições no casamento coletivo de Epitaciolândia encerram nesta quarta-feira (29), e os atendimentos ocorrem das 8h às 14h

Publicado

em

Para habilitação do casamento coletivo em Epitaciolândia que se encerram nesta quarta-feira, 29, os atendimentos ocorrem das 8h às 14h, na secretaria municipal de Cidadania e Ação Social.

As inscrições para habilitação do casamento coletivo em Epitaciolândia encerram nesta quarta-feira, 29, e os atendimentos ocorrem das 8h às 14h, na secretaria municipal de Cidadania e Ação Social, localizada na Avenida Santos Dumont, centro da cidade.

___________________

O Projeto Cidadão será realizado na sexta-feira, 31, e no sábado, 01 de junho, na Escola Bela Flor, situada na BR-317. Também serão realizados atendimentos jurídicos, de saúde, odontológicos, de vacinas, testes rápidos, ginecologista e ortopedista, além de serviços: cabeleireiro e aplicação de vacina antirrábica nos animais.

___________________

A cerimônia do casamento coletivo acontece na quadra da Praça 28 de Abril, no dia 1º de junho, às 10h30.

Os interessados em participar do casamento, devem comparecer à secretaria portando os seguintes documentos:

*Noivos solteiros: Certidão de Nascimento original (legível e sem rasura), comprovante de endereço, RG e CPF (original e cópia);

*Noivos divorciados: Certidão de Casamento original com Averbação do Divórcio (legível sem rasura), cópia do processo ou sentença do divórcio (parte referente à partilha de bens), comprovante de endereço, RG e CPF (original e cópia);

*Noivos menores de idade (entre 16 e 18 anos incompletos): Certidão de Nascimento original (legível e sem rasura), comprovante de endereço, presença dos pais portando RG e CPF (original e cópia).

Em caso de menores com responsáveis falecidos, os noivos deverão apresentar Certidão de Óbito. Já no caso de pais ausentes, os noivos devem apresentar consentimento por escrito do responsável.

Comentários

Continue lendo

Geral

Vereador foi preso depois da sessão extraordinária, crime ocorreu em 2020 e chegou ao conhecimento da polícia em 2021, em Assis Brasil

Publicado

em

Por

A prisão do parlamentar ocorreu após a sessão na Câmara Municipal de Vereadores pela Polícia Civil.

Vereador Wermyson Martins Tamburini fez uma publicação em uma rede social antes de ser preso – Foto: Arquivo pessoal

Vereador de Assis Brasil Wermyson Martins Tamburini e outros dois acusados de abusarem da vítima foram presos nesta terça-feira (28).  

Por Aline Nascimento – G1 Acre 

O vereador Wermyson Martins Tamburini (PSDB), que foi preso na manhã desta terça-feira (28) acusado de estupro de vulnerável contra um menino de 11 anos em Assis Brasil, interior do Acre. A prisão do parlamentar ocorreu após a sessão na Câmara Municipal de Vereadores pela Polícia Civil.

Os policiais cumpriram um mandado de prisão contra o vereador e outros dois acusados do crime após o caso transitar em julgado na Justiça.

Juntos, os três foram condenados a mais de 31 anos de prisão em regime fechado. Os demais acusados seriam um servidor público e um idoso. Eles foram levados para Brasiléia/Epitaciolândia, também no interior, e devem ser transferidos para um presídio de Rio Branco nos próximos dias.

A reportagem tenta contato com a defesa do vereador.

O presidente da Câmara de Vereadores de Assis Brasil, Wendell Gonçalves Marques, o Tcheco, disse que não iria comentar o assunto, que é ‘algo particular do vereador’. Ele afirmou que vai aguardar a notificação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AC) para cumprir o regimento da Casa.

O presidente da Câmara de Vereadores de Assis Brasil, Wendell Gonçalves Marques, o Tchero, afirmou que vai aguardar a notificação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AC) para cumprir o regimento da Casa. Foto: arquivo 

“O regimento tem alguns pontos que diz o que cabe para a perda do mandato. Um dos pontos é esse tipo de coisa [prisão]. Assim que a gente for notificado a Câmara vai se manifestar. Teve sessão normal, ele estava e a prisão foi depois”, confirmou.

Comentários

Continue lendo