Um jovem colono de 19 anos, portador de deficiência, escapou por pouco de ser assassinado na cidade de Brasiléia, quando caminhava pela rua do Bairro Samaúma, nas proximidades do posto de saúde, quando abordado por dois indivíduos desconhecidos.

Segundo foi apurado, o jovem após ser abordado e sem motivo aparente, os dois indivíduos sacaram armas brancas (peixeiras) e passaram a efetuar golpes contra sua pessoa, que tentou a todo custo salvar sua vida.

O mesmo sem entender do porquê da selvageria contra sua pessoa, o jovem ainda foi atingido com um golpe nas costas e outro no braço esquerdo e um de raspão na barriga. Mesmo ferido, conseguiu correr da dupla que fugiu tomando rumo ignorado.

Com ajuda de terceiros, acionaram uma viatura da Polícia Militar até onde estava o jovem, que em seguida foi levado para o pronto socorro. Uma busca foi realizada no bairro na tentativa de prender os acusados, mas, não foram localizados.

O caso foi registrado na Delegacia de Brasiléia. Se acredita que a dupla tenha confundido o jovem que é portador de deficiência, com outra pessoa, uma vez que mora na zona rural e somente vem na cidade para receber seu pagamento.

O caso está em aberto.

Comentários