Kermerson chegou a ser socorrido, mas não resistiu — Foto: Arquivo pessoal
Por Alcinete Gadelha

O bombeiro Civil Kemersson Ramon Barroso, de 33 anos, morreu na noite dessa quinta-feira (14), após ser atingido com um tiro na cabeça quando chegava em casa, em Rio Branco.

O crime ocorreu na Travessa Globo, no bairro Bahia Velha, quando o ele chegava em casa e foi rendido por pelo menos dois suspeitos que tentavam roubar a arma da vítima e efetuaram disparo após perceber que ele não tinha o objeto.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu) foi acionado e fez os primeiros atendimentos no local e depois levou Barroso para pronto-socorro, onde ele não resistiu e morreu.

Vizinhos falaram que só ouviram os disparos, que a rua é muito perigosa e bandidos se escondem em um matagal que tem no final da rua, que é sem saída.

Inicialmente o caso é investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), mas, se comprovada a tentativa de latrocínio, o caso deve ser encaminhado para a Delegacia de Roubos e Extorsões (Dcore).

“As informações preliminares é que os autores tinham como intenção roubar possivelmente a vítima e como não encontraram o que eles queriam roubar, talvez para não serem identificados, a executaram. Essas informações chegaram à polícia por meio de testemunhas que estavam no local”, informa o delegado Ricardo Casas.

Bombeiro Civil é morto com tiro na cabeça ao chegar em casa em bairro de Rio Branco — Foto: Aline Nascimento/G1 AC

As investigações ainda são preliminares e o delegado afirmou que se comprovada a suspeita o caso vai para a Dcore.

“Se realmente tiver tudo isso que foi repassado preliminarmente, vai se enquadrar em latrocínio, que foi tentativa do roubo que não ocorreu porque eles não encontraram o que eles queriam”, conclui.

Comentários