fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Servidor da Secretaria da Fazenda é preso por envolvimento no transporte ilegal de bois no Acre

Publicado

em

Mais um servidor público é preso por envolvimento na Operação ‘Fake Bois’ no AC – Foto: Arquivo/PC-AC

Por Alcinete Gadelha

Mais um servidor público foi preso nessa terça-feira (6), em Rio Branco, após se entregar à Polícia Civil. Segundo a polícia, que já tinha prendido outros cinco durante a Operação ‘Fake Bois’, ele é o último investigado no esquema que facilitava o transporte ilegal de gado no Estado.

A 4ª fase da Operação Fake Bois foi desencadeada pela Polícia Civil no dia 18 de maio. Na época, cinco pessoas foram presas, entre elas três servidores públicos do Acre. Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos e mais de R$ 2,9 milhões foram bloqueados das contas dos investigados.

Já nessa terça, um servidor da Secretaria da Fazenda (Sefaz), que estava envolvido no esquema e era considerado foragido, e tinha um mandado de prisão em aberto, se apresentou à polícia, preso e encaminhado ao presídio.

“Os bens arrecadados ainda estão sob guarda do estado como bens apreendidos para eventual ressarcimento e o inquérito foi encerrado. Faltava a apresentação de um destes servidores que se deu na data de ontem e ele já está à disposição da justiça. Agora, o trâmite é com o Ministério Público e Poder Judiciário. Ele já é réu, ele e os outros que foram investigados, a época, são réus nessa ação penal que está em curso no poder judiciário”, disse o delegado Josemar Portes.

Operação

Além dos três servidores públicos no estado, foram presas mais duas pessoas, sendo uma em Goiás e outra em Rondônia, em maio deste ano. Os dois, que são irmãos, seriam os chefes da organização criminosa. O grupo deve responder pelos crimes de corrupção ativa e passiva, organização criminosa, lavagem de dinheiro e crimes contra a ordem tributária.

Os servidores presos, segundo o delegado Pedro Resende, facilitavam a saída do gado sem o devido pagamento do imposto e de fiscalização em troca de propina.

A 4ª fase da operação, segundo o delegado, teve como objetivo atingir o núcleo financeiro e patrimonial da organização criminosa que atuava no Acre, em Rondônia, no Amazonas e em Goiás.

Também foram apreendidos, em maio, três veículos e cerca de 960 cabeças gados, sendo 442 em Senador Guiomar, 225 em Porto Acre, 175 em Boca do Acre (AM) e outras 118 em Goiás.

A operação contou com apoio do Instituto de Defesa Animal e Florestal do Acre (Idaf), Secretaria da Fazenda do Acre, além de órgãos de fiscalização e Polícia Civil dos estados de Goiás e Rondônia. Ao todo, sete delegados atuaram na ação e mais de 50 policiais.

“Esse grupo criminoso familiar, composto por três pessoas diretamente, pai, mãe e filho, ainda tinha o auxílio de um irmão do pai. Eles agiam comprando gado no Acre, transportando esse gado, supostamente, para uma propriedade arrendada no Amazonas ou Rondônia com o objetivo final de chegar com esse gado em Goiás. Lá em Goiás, eles faziam a venda para o Mato Grosso, São Paulo e Minas Gerais”, informou o delegado.

Prejuízos

Conforme a polícia, a organização criminosa atuava há pouco mais de um ano no estado do Acre. Somente com sonegação de impostos, a previsão é que eles tenham causado um prejuízo de R$ 6 milhões aos cofres públicos do estado. De modo geral, a fraude teria movimentado mais de R$ 24 milhões.

“Para movimentar esse dinheiro, eles não conseguiram fazer sem arregimentar funcionários públicos. Por essa razão, hoje foram presos três funcionários públicos que ajudavam nessa organização criminosa, que participavam através de propinas. Eles ajudavam que esse gado, a riqueza do Acre, saísse sem deixar nenhum tributo no estado”, afirmou Resende.

O diretor de administração tributária da Sefaz, Clóvis Monteiro, afirmou que depois do início dessa operação, a arrecadação mês a mês com a movimentação de gado no estado aumentou mais de 10 vezes.

“Justamente porque alguns que pensavam em fazer [sonegação de impostos] ou que fizeram vez ou outra, agora sentiram o efeito e começaram a pagar os impostos. Em relação a autos de infração temos lançado mais de R$ 60 milhões. Somente de uma pessoa física foi lançado mais R$ 30 milhões em autos de infração de operações de gado que saía sem pagar imposto”, disse o diretor.

Comentários

Geral

Segurança Pública prende passageiro de veículo com mandado de prisão em Senador Guiomard

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp) por meio do Grupo Especial em Fronteira (Gefron) em parceria com Polícia Civil prendeu neste domingo, 25, passageiro de veículo com mandado de prisão em uma abordagem de rotina no Posto de Fiscalização do Gefron, em Senador Guiomard.

A ação que faz parte da Operação Hórus do Programa Guardiões das Fronteiras do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), tem como objetivo medidas preventivas e ostensivas contra crimes em regiões fronteiriças.

A prisão aconteceu quando a guarnição verificava as identidades dos passageiros de um transporte coletivo intermunicipal, descobrindo-se que havia um passageiro com um mandado de prisão expedido pela Vara Única Criminal de Bujari.

A ação integrada com a Polícia Civil do Acre resultou em uma prisão com mandado de prisão cumprido.

Comentários

Continue lendo

Geral

PM prende dupla por corrupção de menores e apreende arma em Porto Acre

Publicado

em

A Polícia Militar do Acre (PMAC), por meio do 3º Batalhão, apreendeu uma arma de fogo e um simulacro de pistola na noite deste sábado, 24, na Vila do Incra, município de Porto Acre. Dois homens foram presos.

A guarnição realizava o patrulhamento quando avistou quatro pessoas fazendo o uso de entorpecentes no interior de um comércio abandonado. Feita abordagem, constataram que se tratava de dois homens, ambos de 18 anos, e de dois adolescentes, de 15 e 16.

Após buscas no local, foi encontrada uma escopeta de fabricação artesanal, calibre .28, e um simulacro tipo pistola, cor preta, além de duas munições.

Os dois indivíduos foram presos e, juntamente com os dois menores e os itens apreendidos, bem como os resquícios da droga (aparentando ser maconha) que estava sendo usada, conduzidos à Delegacia de Flagrantes (Defla), para os procedimentos legais.

Comentários

Continue lendo

Geral

Após assalto homem pula no Rio Acre acaba preso pela Polícia Boliviana e entregue ao Brasil

Publicado

em

Uma ação integrada neste sábado, 21, resultou na prisão de um homem suspeito de participar de vários roubos na região inclusive um roubou a uma loja que vende celulares na cidade de Epitaciolândia. A prisão ocorreu no bairro Mapajo, na cidade de Cobija-BO.

O homem de 29 anos, identificado pelas iniciais A.J.R.J., de nacionalidade brasileira, cometeu um roubo – crime conhecido popularmente como assalto, momentos em que passava uma viatura policial que, após avistar os policiais, o individuo empreendeu fuga pulando dentro do rio Acre e fugiu para o território Boliviano e em seguida a Polícia Boliviana foi acionada.

Os policiais brasileiros informaram as características do infrator e os militares intensificaram o patrulhamento e localizaram o acusado. O armamento usado no delito não foi localizado, segundo o delinquente, após pular no rio a arma teria caído.

Diante dos fatos, as autoridades do país vizinho protocolaram a extradição do país e os entregaram na ponte que liga Epitaciolândia à Cobija.

O mesmo aguarda sua transferência para o presídio na capital acreana já que existia um mandado de prisão em seu desfavor.

Comentários

Continue lendo






Em alta