Um jovem identificado como José Rocha, com idade entre 20 e 25 anos, teve um fim trágico na noite deste domingo, dia 27, ao ser executado a tiros quando estava na companhia de um menor dentro de um carro que havia solicitado via aplicativo.

José mostra arma de grosso calibre em vídeo e fotos – Foto/captura

Segundo foi apurado no local, “Rochinha” – como era conhecido, esteve frequentando alguns bares na Rua Dom Júlio Mattioli por algumas horas até próximo a meia-noite. Foi quando teria solicitado um transporte por aplicativo e quando acabara de entrar, um homem que estava com máscara, foi para o lado do passageiro, sacou de uma arma e efetuou vários tiros.

Rochinha foi atingido por cerca de três disparos mortalmente. Dois acertaram a região da cabeça e um no lado direito na região das costelas que transpassou o corpo, possivelmente atingindo o braço esquerdo.

A vítima estava armada com um revolver calibre 38. Foi quando o menor que estava no banco de trás, pegou a armar e saiu atrás do suspeito efetuando ao menos três disparos pela rua, descendo pela ladeira da rua Alexandre Esteves.

Vítima foi assassinado com pelo menos três tiros que acertou na cabeça, pescoço e tórax.

Em meio aos disparos contra a vítima, o motorista do carro foi atingido por um na região do abdômen. O projétil transpassou o corpo e mesmo ferido, teve tempo de abrir a porta e se jogar para fora do carro.

Rochinha não resistiu aos ferimentos e morreu dentro do carro, que somente foi desligado após a chegada de algumas guarnições da Polícia Militar no local e isolou a área. O menor que estava na companhia da vítima e teria pego a arma para realizar disparos, foi identificado. A arma foi localizada jogada próximo do local do crime momentos depois.

Arma que a vítima portava foi localizada momentos depois.

A  vítima foi identificada como integrante de facção criminosa e sua página pessoal no Facebook, contém postagens de apologia ao crime e portando armas. Em um vídeo, o mostra segurando uma pistola automática.

O motorista do carro de transporte por aplicativo foi levado para o hospital Raimundo Chaar em Brasiléia, onde passou por atendimento médico, ficando em observação e seria preparado para ser transferido para a Capital, onde passará por cirurgia.

Foi informado que seu estado de saúde era estável e iriam aguardar as próximas horas.

O delegado titular de Epitaciolândia, Luís Tonini, juntamente com sua equipe de investigadores assumiram o caso. Após registros no local, o corpo foi retirado de dentro do veículo e levado para o Instituto Médico Legal – IML, para depois ser entregue aos familiares.

A primeira hipótese levantada no local pelas autoridades, seria um acerto de contas entre faccionados. Mais informações a qualquer momento.

Comentários