Urna eletrônica usada na eleição – Pedro Ladeira/Folhapress

A partir deste domingo, dia 27, os partidos estariam liberados para promover suas campanhas à prefeitos e vereadores em todo o Acre, mas, muitos estão tímidos e aguardam o pronunciamento do Superior Tribunal Eleitoral (TSE) liberar as referidas chapas com seus respectivos candidatos.

O município de Epitaciolândia, terá cerca de 114 candidatos a vereador que concorrerão a reeleição e claro, maioria pela primeira vez para as nove cadeiras. Quatro chapas estão concorrendo ao cargo maior, incluindo a reeleição do atual. Para prefeito, quatro chapas estão no páreo, incluindo o atual que tenta sua reeleição.

O fato que chama atenção na página do TSE, seria apenas a inscrição de dois candidatos pelo PSL, que deveria chegar a quase 20. Em contato com representantes do Partido na Capital, contou que houve um problema sincronismo de registro junto ao TSE e que os candidatos já estariam aptos e esperam até a próxima terça-feira, dia 30, na publicação final.

Brasileia se destaca no pleito de 2020 dentro da regional do Alto Acre – Foto; Alexandre Lima

No município vizinho de Brasiléia, três chapas concorrem ao pleito para prefeito, incluindo a reeleição da atual gestora. Para vereador, a Câmara de Brasiléia terá 132 candidatos concorrendo, incluindo os atuais 10 edis, ficando apenas um de fora para a reeleição.

O destaque se pode dizer, seria para a pequena Assis Brasil, localizada na tríplice fronteira do Acre. Com menos de 10 mil habitantes, teve 4.419 votos válidos, dos 4.697 votantes em 2016.

Para o cargo de prefeito, Assis Brasil terá cinco chapas incluindo o atual que concorre para a reeleição. Para vereador, foi divulgado que 82 inscrições estão aguardando a liberação do TSE.

Pequena Assis Brasil se destaca com menor número de eleitor e maior número de candidatos na regional do Alto Acre.

Em Xapuri, a Princesinha do Acre, quatro chapas (incluindo a do atual), estão na corrida ao executivo municipal. Para o parlamento mirim, apenas 69 candidaturas concorrem às nove cadeiras, além dos atuais que estão atrás de sua reeleição.

Enquanto os trâmites se resolvem, muitos já estão com suas campanhas nas ruas, ou melhor, nas redes sociais, onde os especialistas comentam que poderá fazer uma grande diferença neste pleito, já que os comícios estão suspensos em tempo de pandemia.

 

 

Comentários