Após debaterem o assunto, os indígenas decidiram pela proibição da entrada de candidatos a vereadores que não seja Huni Kuin (povo verdadeiro). Eles também publicaram uma carta informando da decisão.

Na carta, segundo eles, na eleição passada por conta de políticas, as aldeias indígenas não receberam do governo os kits que eram para ser destinados a eles.

Essa proibição da entrada de candidatos não índios, nas aldeias, é uma verdadeira quebra do princípio da igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais, ou melhor, é patente violação ao princípio democrático, conforme prevê o art.73, caput, da Lei n. 9.504/97 (Lei das Eleições).

A urna eletrônica fica localizada dentro da terra indígena no rio Jordão. Mais de 500 eleitores indígenas devem votar nesta urna. Essa altitude favorecem os candidatos indígenas. O eleitorado indígena no município representa 40% dos votantes.

Os candidatos ou coligações políticas devem ingressar na justiça eleitoral para garantir seus direitos políticos.

Com informações do Blog Tarauacá Agora

Comentários