O governo do Acre deixou de implantar fábricas prometidas em Cruzeiro do Sul, Rio Branco e Xapuri, como a fábrica de luvas em Xapuri, indústria de fécula em Cruzeiro do Sul e indústria de artefatos e derivados de couro em Rio Branco

Redação jornal Folha do Acre

Ao final do segundo mandato do governador do Acre, Tião Viana (PT), já é possível constatar quantas promessas de campanha foram cumpridas e quais ficaram somente no plano de governo. A dois dias para deixar o cargo de chefe do executivo acreano, Viana cumpriu apenas 4 das 25 promessas de campanha em 2010, onde se reelegeu governador.

Segundo levantamento realizado pelo G1, o governador petista deixou de cumprir promessas importantes nas áreas de educação, infraestrutura, saúde, economia e segurança pública. As promessas foram específicadas em um programa de governo registrado no Tribunal Superior Eleitoral, em entrevistas e debates. 19 delas não foram cumpridas e 2 apenas em parte.

Na área de economia, o governo do Acre deixou de implantar fábricas prometidas em Cruzeiro do Sul, Rio Branco e Xapuri, como a fábrica de luvas em Xapuri, indústria de fécula em Cruzeiro do Sul e indústria de artefatos e derivados de couro em Rio Branco.

Já na área de educação, Tião Viana deixou de implantar curso de medicina em Cruzeiro do Sul até o fim de 2015, e não cumpriu a promessa de implantar a escola integral na zona rural.

Na área de infraestrutura, o candidato petista prometeu construir ponte entre Rodrigues Alves e Cruzeiro do Sul, construir dois portos no Rio Purus, urbanizar a AC-405 em Cruzeiro do Sul, construir duas pontes no Alto Acre e uma em Rio Branco, mas nada disso saiu do papel.

Tião Viana ainda prometeu implantar o programa Bolsa Parteira no Acre, mas até o final do seu governo nenhuma dessas mulheres receberam o benefício.

Comentários