cabide tiao

Os deputado estaduais suspenderam a sessão desta terça-feira (6), para debater a votação do projeto do governo do Acre, que propõe a contratação de 200 servidores provisórios sem a necessidade de realização de concurso, através da Seaprof. Estes servidores atuariam na Emater.

Nos bastidores, alguns deputados da base governista questionam a iniciativa de Sebastião Viana (PT). Para eles, o governador teria enviado o projeto para beneficiar os ex-secretários que se afastaram para disputar cadeiras na Aleac. Os contratados atuariam como cabo eleitoral.

Os deputados rebelde denunciam que o governo estaria querendo aprovar o projeto agora, mas já teria iniciado as contratações. Sebastião Viana pede que o projetos seja aprovado com efeito retroativo ao dia 1o de janeiro deste ano. Viana justifica a inciativa afirmando que é de interesse público.

Comentários