Acompanhado dos candidatos ao Senado, Márcio Bittar (MDB) e Sérgio Petecão (PSD), e de seu vice Major Rocha (PSDB), o candidato a governador pelo Progressistas, Gladson Cameli, cumpriu agenda nesta sexta-feira, 21, nas cidades de Tarauacá e Feijó, no interior do Acre.

A primeira visita ocorreu em Tarauacá. Na cidade, Cameli comandou um ato político pelas ruas que juntou ao mesmo tempo caminhada, cicleata, motocicleata e carreata.

O progressista conversou com eleitores, ouviu reivindicações e falou sobre seu plano de governo para a região com ênfase para a segurança, produção, saúde, educação, infraestrutura urbana e rural e economia.

“Temos que implementar programas de governo que representem conquistas verdadeiras para o povo do Acre. Precisamos desenvolver ações que, ao mesmo tempo, gere crescimento e desenvolvimento para o estado e que não traga prejuízo para aqueles que já vivem em regiões isoladas, com grandes dificuldades de desenvolvimento humano.”

De Tarauacá, Cameli e sua comitiva foram para Feijó. Na cidade, durante comício, ao lado de apoiadores, o candidato da oposição afirmou ter consciência de que o pleito de 2018 é o mais difícil dos últimos 20 anos, mas destacou que acredita na vitória.

“Nós iremos no próximo dia 07 iniciar um processo daquela que eu presumo ser a eleição mais difícil dos últimos 20 anos, dividindo o caminho da mudança por dias melhores aos acreanos ou irmos para o fundo do poço.”

Comentários