Conecte-se conosco





Geral

Acusado de matar desafeto com golpes de foice em Brasiléia é condenado a 13 anos de prisão

Publicado

em

José Francisco Santos Freitas foi condenado por homicídio qualificado pela morte de Milton Desiderio, em abril desse ano, na zona rural do município de Brasileia, interior do Acre.

A Justiça do Acre condenou a 13 anos de prisão José Francisco Santos Freitas pela morte de Milton da Silva Desiderio em abril desse ano em Brasileia, interior do Acre. O acusado foi condenado por homicídio qualificado em regime inicial fechado.

O crime ocorreu na zona rural de Brasileia. Milton da Silva Desiderio estava dormindo no quarto da casa onde morava quando levou os golpes e morreu no local. José Francisco Freitas foi preso e confessou que matou porque estava sendo ameaçado pela vítima.

O caso chegou à polícia por meio de um morador da região. Quando a equipe do 5º Batalhão da Polícia Militar do Alto Acre se deslocava até a casa da vítima, encontrou o suspeito na entrada do ramal. Ao fazer a abordagem, os policiais encontraram uma faca com o suspeito e ele acabou contando como tudo aconteceu.

Porém, conforme a polícia, Freitas estava consumindo álcool puro há cerca de duas semanas com a vítima quando o crime ocorreu. Durante à noite, o acusado teria matado Desiderio.

A defesa do réu disse que não vai recorrer da decisão.

Julgamento

Freitas foi julgado pelo Tribunal do Júri em Brasileia no último dia 24. Ele foi condenado por homicídio com as seguintes qualificadoras: motivo fútil, uso de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Além disso, o acusado deve pagar R$ 10 mil de indenização para a família da vítima.

A Justiça destacou que o réu teve a pena atenuada por ter bons antecedentes criminais e por ter confessado o crime.

Por Aline Nascimento, g1 AC

Matéria relacionada:

Polícia Militar prende homem acusado de matar desafeto a golpes de foice enquanto dormia

Comentários

Em alta