Conecte-se conosco

Flash

Acre se mantém na Bandeira Amarela e governo alerta para reforço dos cuidados sanitários

Publicado

em

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira, 19, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) e do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, anunciou que após nova classificação de risco, todas as regionais de saúde do Acre se mantêm dentro do Nível de Atenção (Bandeira Amarela).

O secretário de Saúde e presidente do comitê, Alysson Bestene, aproveitou para destacar que as médias de internação no sistema de saúde vêm caindo. Hoje, as vagas ocupadas de UTI variam entre 37% e 47%, já os leitos clínicos entre 36% e 45%.

Bandeira Amarela se mantém, mas situação não é confortável ainda Foto: Marcos Vicentti/Secom

Se, no cenário inicial de propagação do novo coronavírus no Acre, com a infraestrutura do sistema público de saúde existente, o risco de colapso era iminente, hoje o Estado tem como resultado dos seus investimentos um avanço promissor de sua estrutura assistencial, totalizando 90 leitos de UTI e 352 leitos clínicos especificamente destinados à Covid-19.

Ainda assim, o nível de notificações da doença não tem apresentado uma redução expressiva, com um aumento preocupante em alguns municípios, o que não garantiu a mudança de bandeira, principalmente na regional do Alto Acre.

“Nós temos exemplos de estados maiores que precisaram retroceder suas faixas de abertura com o início de uma onda mais forte. Precisamos levar em consideração todas as análises e precisamos do trabalho de toda a sociedade para a contenção dessa pandemia. Usem máscaras em todos os ambientes externos, lavem as mãos e sigam os protocolos”, reforçou Bestene.

A coordenadora do Grupo de Apoio ao Pacto Acre sem Covid, Karolina Sabino, revelou ainda que os trabalhos conjuntos das equipes de saúde estadual e municipais se encontram numa etapa de fortalecimento das ações da vigilância sanitária.

“O que de fato nos ajudou a migrar para Bandeira Amarela foi esse investimento do governo do Estado no Acre na ampliação de leitos e compra de equipamentos, reestruturando a rede de saúde para quem precisa de média e alta complexidade. Mas em nenhum momento queremos passar a imagem de que temos a situação controlada. O vírus continua a circular e precisamos implantar e manter os protocolos e medidas sanitárias”, conta a coordenadora.

Atividades comerciais mantém as mesmas orientações

Medidas de rabertura são mantida, mas governo atenta para cumprimento dos cuidados sanitários Foto: Odair Leal/Secom

Na Bandeira Amarela, todas as atividades comerciais devem manter as orientações sanitárias estaduais, os protocolos sanitários municipais e demais limitações impostas pela resolução nº 02, de 3 de julho de 2020, do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.

Alguns setores comerciais tiveram a possibilidade de aumentar a capacidade de atendimento em relação ao previsto na fase anterior (Bandeira Laranja), podendo chegar a 60% agora.

Bares, restaurantes, pizzarias, lanchonetes, sorveterias e similares já podem reabrir com capacidade de 50% do número de mesas, além da proibição de música ao vivo; restaurantes self-service deverão ter protocolo e autorização específicos. Teatros, cinemas e apresentações culturais também puderam voltar com capacidade de apenas 30%.

Eventos religiosos em templos ou locais públicos, de qualquer credo ou religião, inclusive reuniões de sociedades ou associações sem fins lucrativos já podem retornar com 30% da capacidade. Por fim, centros de formação e capacitação, estúdios de dança, escolas e estúdios de música, centros de formação de condutores de veículos automotores e similares também podem reabrir nesta capacidade.

Continuam fechados durante a Bandeira Amarela: espaços públicos como parques, quadras poliesportivas, campos de futebol comunitário, espaços destinados para atividades físicas e similares que ocasionam aglomeração de pessoas; academias de ginástica, clubes esportivos e de lazer e similares, além de não ser permitida a realização de eventos, feiras, seminários e congressos.

Vale ressaltar que o enquadramento dos estabelecimentos de ensino educacional regular (escolas de ensino fundamental e médio, universidades e centros universitários) e creches será realizado por meio de resolução específica do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.

O Pacto

Pacto Acre Sem Covid preza pela flexibilização com harmonia Foto: Marcos Vicentti/Secom

O Pacto Acre sem Covid é uma ferramenta destinada a viabilizar a harmonia entre o desenvolvimento econômico, o direito de proteção à saúde e os valores sociais do trabalho, tendo por finalidade fundamental a efetiva proteção do direito à vida.

De acordo com o método definido pelo Pacto Acre sem Covid, a classificação em nível de risco é realizada conforme a delimitação territorial das regionais de Saúde do estado, a saber:  Região do Alto Acre (Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri), Baixo Acre e Purus (Acrelândia, Bujari, Capixaba, Jordão, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Senador Guiomard) e a Região do Juruá e Tarauacá-Envira (Cruzeiro do Sul, Feijó, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rodrigues Alves e Tarauacá).

A classificação em níveis de risco (bandeiras), expressa por meio de uma nota geral que varia de 0 a 15, é obtida por meio da mensuração de sete índices, sendo eles: isolamento social; notificações por síndrome gripal; novas internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave; novos casos por síndrome gripal Covid-19; novos óbitos por Covid-19;  ocupação de Leitos Clínicos Covid-19 e ocupação de UTIs Covid-19.

Os níveis de classificação de risco foram divididos em Vermelho, Laranja, Amarelo e Verde, respectivamente do mais restritivo para o mais flexível. A cada 14 dias é realizada uma nova avaliação dos indicadores, cabendo às prefeituras realizar a autorização das atividades permitidas no respectivo nível de risco apurado por meio de decreto municipal, bem como a instituição de protocolos sanitários a serem seguidos pelos setores da economia que estejam autorizados a funcionar. Um trabalho que envolve Estado, prefeituras e entidades e conta com o apoio de toda a comunidade.

Para mais informações de protocolos, acesse: http://covid19.ac.gov.br/

Comentários

Flash

Vice-prefeito Carlinhos do Pelado leva mensagem governamental à Câmara de Brasiléia

Publicado

em

O vice-prefeito Carlinhos do Pelado participou nesta quinta-feira, 2, da Primeira Sessão Ordinária do 3⁰ ano legislativo da câmara municipal de Brasiléia, no ato, representando a prefeita Fernanda Hassem.

Carlinhos fez a apresentação da mensagem governamental, onde enfatizou as conquistas nesses seis anos de gestão, e ações da prefeitura para o ano de 2023.

“Durante os seis anos em que estivemos à frente da prefeitura de Brasiléia, vivenciamos anos de dificuldades mas também de conquistas realizadas, com o auxílio de muitas mãos e, sobretudo, dos membros do Poder Legislativo. As diversidades são diárias, mas nossa vontade de trabalhar é ainda maior”, afirmou.

Os trabalhos foram dirigidos pelo presidente da Casa, vereador Marquinhos Tibúrcio. “Estamos voltando do recesso e nossas expectativas são muitas, temos muito o que fazer. Sabemos que o poder Executivo tem feito muito para ajudar a população. Estamos aqui para continuar trabalhando em prol de melhorias para o município”, falou.

Comentários

Continue lendo

Flash

Aleac dá início ao ano legislativo com mensagem governamental no plenário

Publicado

em

A Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deu início aos trabalhos legislativos do ano de 2023 nesta quarta-feira, 2, em sua sede, no Centro de Rio Branco.

Aos 24 deputados estaduais, o governador Gladson Cameli fez a leitura da tradicional mensagem governamental, que marca o início dos trabalhos do Poder Legislativo acreano.

O governador pontuou também a colaboração bilateral entre governos estadual e federal, e que foi bem recebido nas tratativas e encontros para firmar parcerias. Foto: Diego Gurgel/Secom

Em sua declaração, Cameli parabenizou os deputados reeleitos e os que estão em seu primeiro mandato, e falou sobre manter a união entre os poderes.

“Harmonia, respeito e colaboração são os princípios que devem nortear as relações entre o Executivo e o Legislativo”, declarou.

A nova mesa diretora, eleita com unanimidade entre os parlamentares, é composta pelo presidente da Aleac, o deputado Luiz Gonzaga, o primeiro secretário, o deputado Nicolau Júnior, e o segundo secretário, o deputado Chico Viga.

“Acredito que a governabilidade só é estabelecida e consolidada com diálogo. O nosso governo tem agido assim desde o início com todos os poderes, categorias profissionais, classes sociais e econômicas”, frisou o chefe de Estado.

O evento contou ainda com a presença da vice governadora, Mailza, a defensora-geral Simone Santiago, a desembargadora-presidente do Tribunal de Justiça, Waldirene Cordeiro, e do procurador-geral de justiça do Ministério Público, Danilo Lovisaro. Foto: Diego Gurgel/Secom.

O presidente da Aleac, Luiz Gonzaga, declarou ao início da sessão que a Assembleia vai continuar aperfeiçoando projetos e propostas para melhorar a vida da população acreana.

O que eles disseram

“Meu mandato sempre foi em prol da população. Dedico a minha vida a cuidar das pessoas. Como deputada, quero fazer muito mais pelas pessoas do nosso Acre. Tenho a honra de ser a primeira mulher a ser líder do governo acreano. Quero todos ao meu lado, construindo e mudando a realidade das mulheres no nosso estado”
Michelle Melo, deputada estadual e líder do governo na Aleac

“Nós transformamos Manoel Urbano, juntamente com o governador Gladson. O governo sempre cumpriu o que prometeu neste município do interior. Obras, reformas, asfaltamento, então quero somar aqui nesta casa, para continuar melhorando a vida das pessoas”
Tanizio Sá, deputado estadual

“Atuei durante dois anos como líder do governo, e agora a deputada Michele pode contar comigo. A liberdade e apoio do governador foi o que contribuiu para essa gestão que foi tão bem avaliada”
Pedro Longo, deputado estadual

“Esse é um momento importante, e é um privilégio estar aqui hoje. Temos muito a fazer em prol da população, principalmente da nossa Rodrigues Alves, onde o governador já disse que temos parte do recurso para essa obra tão importante para a população”
Maria Antônia, deputada estadual 

Foto: Diego Gurgel/Secom.

Comentários

Continue lendo

Flash

Deputados e Senadores escolhem Alan Rick como coordenador da bancada do Acre

Publicado

em

Um dia após ser empossado como Senador da República, Alan Rick foi escolhido coordenador da Bancada Federal do Acre, no Congresso Nacional. O parlamentar já exerceu o cargo de vice-coordenador, em 2015, e coordenador, em 2016. “Fico muito honrado pela escolha dos colegas da nossa Bancada. Nosso primeiro passo é fazer uma grande reunião com o Governo do Estado e AMAC, que auxilia nossos municípios, para que possam garantir a execução dos quase R$ 700 milhões em recursos que trabalhamos, arduamente, para enviar ao Estado anualmente. ”

Na reunião desta quinta-feira, 02, os sete deputados e dois senadores presentes aclamaram o nome do parlamentar, sem a necessidade de votação. “Alan já tem histórico de trabalho no acompanhamento das emendas, ele gosta de atuar nesta área, tem equipe e estrutura preparadas. Me senti representada por ele como prefeita e tenho certeza que será assim como deputada”, disse a Deputada Federal Socorro Neri.

Os parlamentares do Acre também definiram pela criação do Estatuto da Bancada com as regras sobre mandato e outros detalhes. Ficou acertado que haverá alternância no comando do colegiado com senadores e deputados se sucedendo alternadamente. Na próxima reunião, ainda com data a ser definida, será escolhido o vice-coordenador.

A função principal da Bancada Federal é definir a destinação dos recursos das emendas de bancada ao Orçamento Geral da União, todos os anos. Em 2022, os congressistas indicaram R$ 284 milhões que serão executados este ano.

Participaram da reunião as deputadas Socorro Neri (PP) e Meire Serafim (União), o Senador Márcio Bittar (União) e os Deputados Federais Coronel Ulysses (União), Zezinho Barbary (PP), Gerlen Diniz (PP), Dr. Eduardo Velloso (União) e Roberto Duarte (Republicanos). A Deputada Federal Antônia Lúcia (Republicanos) e o Senador Petecão (PSD) confirmaram presença, mas não compareceram.

Comentários

Continue lendo

Em alta