“Nos posicionamos em defesa de um pai de família que dedicou e dedica sua vida em defesa dos princípios Cristãos, e em prol de uma sociedade mais justa e de acordo com o que nos ensinou nosso Senhor Jesus Cristo.”

Luciano Tavares

Líderes e membros da Igreja Assembleia de Deus no 1º Distrito de Rio Branco começaram a fazer uma verdadeira campanha virtual de apoio ao presidente da instituição religiosa, o pastor Luiz Gonzaga de Lima, depois que o Ministério Público Federal moveu contra ele ação cível e criminal pela realização de festa de aniversário e culto com mais de 100 pessoas no templo sede da igreja em plena pandemia de covid-19. Esses eventos são proibidos por decretos estadual e municipal.

O deputado estadual Cadmiel Bomfim (PSDB), integrante do ministério da igreja, criou uma hashtag em apoio ao pastor Luiz Gonzaga e foi seguido por seus assessores.

“Pastor Luiz Gonzaga é um verdadeiro servo de Deus e um homem honrado, com idoneidade moral ilibada e como um grande líder no nosso Estado tem prestado relevantes serviços à sociedade acreana por longos anos à frente da maior igreja evangélica do Acre, Assembleia de Deus em Rio Branco, onde tem desempenhado com seriedade e amor a valorosa função de pastor, ajudado na recuperação de pessoas que vivem excluídas da sociedade. Pastor Luiz não pode ser tratado como um criminoso” disse o deputado

O pastor Natalício Braga publicou: “Eu e a minha família queremos manifestar nosso total apoio ao reverendo Pastor Luiz Gonzaga. Nosso líder”, disse.

Ismael Muniz, ativista político do meio evangélico, lembrou que Gonzaga tem um trabalho dedicado à sociedade há vários anos e deve ser tratado com respeito.

“Nos solidarizamos ao nosso pastor Luiz Gonzaga, e a todos os irmãos da Igreja Assembleia de Deus em Rio Branco. Nos posicionamos em defesa de um pai de família que dedicou e dedica sua vida em defesa dos princípios Cristãos, e em prol de uma sociedade mais justa e de acordo com o que nos ensinou nosso Senhor Jesus Cristo.”

Comentários