Informações divulgadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), às 9h55, dizem que foram duas passageiras atropeladas pelo ônibus, sendo que uma morreu na hora e a outra ficou ferida. Os nomes das vítimas não foram divulgados.

Segundo a própria Eucatur, a passageira viajava para Rio Branco (AC) acompanhada de familiares. No processo de travessia da balsa, em Porto Velho, o ônibus acabou passando por cima da mulher. A mulher morreu na hora.
Rondoniagora.com e Ponta do Abunã

Em nota divulgada, a empresa de transporte diz que está apurando as causas do acidente e que as informações ainda são “inconsistentes”.

Na manhã desta sexta-feira (24), um grave acidente, envolvendo um ônibus da Eucatur, que fazia a linha Porto Velho-Rio Branco, matou uma mulher e deixou a filha dela gravemente ferida, na BR-364, região de Vista Alegre do Abunã, a cerca de 220 quilômetros da Capital.

De acordo com informações colhidas no local pelo site Ponta do Abunã, o acidente aconteceu por volta das 5 horas da manhã desta sexta-feira (24), no momento em que o ônibus desembarcava da balsa para seguir viagem até a cidade de Rio Branco-AC. A mãe, identificada como Lidiane Correa Lima, de 39 anos, foi arrastada por cerca de 8 metros e teve o couro cabeludo arrancado da cabeça e morreu no local.

Já a filha, Luiza Estephani Correa Mendes, de 15 anos, foi socorrida com vida para o Hospital Regional de Extrema e transferida para o Pronto Socorro de Rio Branco. O namorado de Estephani também foi atingido pelo ônibus, mas sem lesões graves.O acidente, com versões e informações preliminares da Polícia Rodoviária Federal (PRF), aconteceu na área de atracamento da balsa. Os passageiros estavam em dois ônibus e um deles foi o responsável pelo atropelamento. Não há mais detalhes sobre a dinâmica, explica a PRF, que se deslocou às 6h30 para a localidade, após ser acionada pela PM.

A Eucatur disse que está apurando as causas do acidente e que os demais passageiros foram realocados em outro ônibus.

As duas vítimas de um acidente envolvendo um ônibus na BR-364, em Vista Alegre do Abunã, na manhã desta sexta-feira (24)

São mãe e filha. Lidiane Correia Lima, 39 anos, morreu e Luísa Stephany, 14 anos ficou gravemente ferida e foi socorrida para Rio Branco (AC). Ela teve fraturas na bacia. Segundo apurou a reportagem, as duas viajaram na madrugada, saindo de Porto Velho com destino a Extrema/Rio Branco. Lidiane estava na Capital após fazer tratamento de saúde.

Segundo informações preliminares, o motorista do ônibus teria acelerado bastante na subida da rampa. O namorado de Luísa conseguiu empurra-la e gritou, mas a mãe não teve tempo de correr, em razão de problemas na perna. O corpo foi arrastado por cerca de 30 metros.

O acidente aconteceu a cerca de 220 quilômetros de Porto Velho, na área de atracamento da balsa. Não há mais detalhes sobre a dinâmica, explica a PRF, que se deslocou às 6h30 para a localidade, após ser acionada pela PM.

Em depoimento à PRF, o motorista disse que seu sapato teria rasgado e se prendido no acelerador, fazendo com que o veículo atropelasse as vítimas; após a chegada dos advogados da empresa Eucatur, o motorista foi entregue à Polícia Rodoviária Federal até que o caso seja investigado e esclarecido.

O corpo da vítima permanece no local aguardando a chegada da perícia e do rabecão do IML, que saiu da capital por volta das 09:50.

Comentários