fbpx
Conecte-se conosco

Flash

Inverno começa hoje e El Niño vem aí: Brasil deve sofrer com mais frio?

Publicado

em

Por: UOL-Notícias

O inverno começa nesta quarta-feira (21), às 11h58, e a estação neste ano será afetada pelo fenômeno El Niño, que aumenta a temperatura das águas no Oceano Pacífico e, com isso, altera o padrão de circulação da atmosfera. Segundo meteorologistas, deve haver alteração no regime de chuvas, com menos precipitação do que a média para o período na maior parte do país.

Já as temperaturas devem ficar acima da média prevista para o inverno —mas massas de ar polar podem provocar frio intenso em alguns dias, principalmente na região Sul.

Veja abaixo qual é a previsão para o inverno em cada região do país: Sudeste Deve haver chuvas abaixo da média no Sudeste, segundo nota técnica elaborada pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) e pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Meteorologistas, no entanto, não descartam a ocorrência de chuvas intensas no litoral sul da região devido à passagem de frentes frias. As temperaturas devem permanecer acima da média para o período em grande parte da região, segundo os dois institutos. Massas de ar, porém, podem provocar dias mais frios e até geada em pontos isolados de regiões mais elevadas. No interior do Sudeste, deve haver maior aumento de temperatura, segundo o Climatempo. Entre agosto e setembro, pode haver risco mais elevado de temporais entre o oeste e o sul de São Paulo e no sul do Rio de Janeiro e de Minas Gerais.

Sul Santa Catarina e Rio Grande do Sul devem ter volume de chuvas próximo ou acima da média durante o inverno, segundo o Inmet e o Inpe. Já no Paraná, as condições são para chuva abaixo da média. Os gaúchos podem enfrentar temporais com vento forte e granizo, principalmente em agosto e setembro, segundo o Metsul.

A alternância entre episódios de calor e frio deve intensificar o risco de tempestades severas e ventos intensos no Sul. Na maior parte do inverno, as temperaturas devem ficar mais altas na região, na comparação com o mesmo período em anos anteriores.

A chegada de massas de ar polar, no entanto, pode provocar mais frio em alguns dias. Segundo o Metsul, eventos de frio em agosto e no começo de setembro podem trazer chance de neve, enquanto geadas estão previstas para junho e julho. Nordeste Para o interior nordestino a previsão é de volume de chuva perto da média – o inverno geralmente é um período seco nessa região. No restante do Nordeste, segundo o Inmet e o Inpe, haverá chuvas abaixo da média, principalmente por causa do El Niño. Em grande parte da região, as temperaturas devem ficar mais altas do que o normal.

Centro-Oeste

As chuvas devem ficar abaixo da média histórica no Centro-Oeste, afirmam o Inmet e o Inpe. A umidade relativa do ar deve cair nos próximos meses, atingindo valores diários inferiores a 30%. Segundo os dois institutos, há chance de que os picos mínimos de umidade fiquem abaixo de 20%. As temperaturas, por sua vez, devem ficar acima da média para o período, principalmente por causa de massas de ar seco e quente.

A condição favorece queimadas e incêndios florestais.

Norte

O El Niño também deve diminuir o volume de chuvas na região Norte. Somente na área mais ao norte dessa região há possibilidade de mais chuva do que o normal em locais específicos, dizem o Inmet e o Inpe. A temperatura deve subir mais do que o normal. Com a baixa umidade, há maior chance de incidência de queimadas e incêndios florestais, principalmente no sul da Amazônia.

O Norte pode não se livrar do frio: segundo os institutos, podem ocorrer episódios de friagem pela incursão de massas de ar frio.

O que é o El Niño?

O El Niño voltou a ocorrer depois de três anos de La Niña. O fenômeno é caracterizado pelo aumento da temperatura das águas do Oceano Pacífico, acompanhado por uma desaceleração ou reversão de ventos alísios do leste.

Essas mudanças provocam efeitos no clima de todo o planeta, afetando a pesca, a agricultura e outros setores da economia. Os cientistas apontam que há chance de o El Niño em 2023 ser o mais intenso em 70 anos. Em maio, a temperatura do Pacífico foi a quarta maior desde 1973. Na última vez em que o El Niño ocorreu, em 2016, o mundo teve o ano mais quente já registrado.

Comentários

Continue lendo

Flash

Tem Boca sim! Bolsonaro ao vivo e cerca de 12,5 mil pessoas marcam convenção de Bocalom e Alysson

Publicado

em

Assessoria

Cerca de 12,5 mil rio-branquenses marcaram presença na convenção partidária que oficializou a candidatura a prefeito de Tião Bocalom (PL-AC) e Alysson Bestene como vice-prefeito. O evento contou com a presença de grandes autoridades do estado e oficializou também as candidaturas à Câmara de Vereadores dos partidos da aliança: PL, PP, União Brasil, PSDB/Cidadania e Podemos.

O Ginásio do Sesc ficou lotado. Todo o pass pátio também. Mas quem ficou na parte de fora também acompanhou o evento: a organização preparou estrutura com telões e som para a militância que ficou na parte externa.

Um dos momentos mais marcantes da festa foi a participação, em vídeo, do ex-presidente Jair Messias Bolsonaro. O maior líder da direita brasileira deixou uma mensagem a todos os presentes, lembrando dos dias que esteve em território acreano e a importância do projeto encabeçado por Bocalom e Alysson: “Nós não vamos desistir de Rio Branco, do Acre e nem do Brasil!”.

Michelle Bolsonaro também participou em vídeo e deixou uma mensagem especial às mulheres: “É chegado esse dia tão especial! Quero saudar a todos, em especial às nossas mulheres. Nós vamos sim, falar de política e promover a verdadeira revolução. Vamos fazer isso em colaboração mútua. Que Deus nos abençoe”.

O senador Márcio Bittar, que colocou Bolsonaro à linha, comemorou a união da direita ainda no primeiro turno: “Essa chapa é a chapa da união, por isso estamos aqui. Isso não seria possível se não houvesse uma colaboração mútua, com um objetivo em comum. Em 2026, estaremos com Bolsonaro de novo!”. Os deputados federais Ulysses, Antônia Lúcia, Gerlen Diniz e estaduais Nicolau Júnior e Arlenilson Cunha, além do prefeito de Bujari Padeiro, vereadores, vice-governadora Mailza também abrilhantaram o evento.

O governador Gladson Cameli falou da importância de todos no período de campanha, agradeceu aos que atenderam seu chamado para apoiar a aliança e reiterou total apoio a Bocalom: “Tem uma cidade que precisa ser cuidada, e aqui está a melhor opção para cuidar dessa cidade. Gosto de governar, gosto das pessoas, e Bocalom e Alysson vão nos ajudar nesse trabalho. Preciso de vocês unidos!”.

Alysson Bestene falou sobre a alegria de presenciar esse momento, e pediu aos rio-branquenses a oportunidade de ajudar a cuidar da cidade. “Tô muito feliz! Podem certeza que vocês vão ter um amigo, um trabalhador. Bocalom, pode ter certeza que você vai ter um vice-prefeito leal. Rio Branco, vamos continuar avançando!”.

Emocionado, Tião Bocalom agradeceu ao senador Márcio Bittar pela união e a todos os envolvidos na grande festa. “Que festa linda! Esse é o momento mais especial da minha vida. Agradeço de coração a cada um que está aqui festejando com a gente. Eu tenho certeza que essa união vai nos levar a vitória, ainda no primeiro turno!”.

Comentários

Continue lendo

Flash

Educação do Estado lança e-book para divulgar métodos de inclusão de alunos com TDAH nas escolas

Publicado

em

Em resposta ao aumento significativo de diagnósticos de alunos com transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) nas escolas da rede pública, a Secretaria de Estado de Educação e Cultura do Acre (SEE) lançou na primeria quinzena de julho o e-book “Guia para inclusão de alunos com TDAH no contexto escolar”. O material visa subsidiar os profissionais da educação no atendimento a esse público-alvo e será utilizado nas escolas da rede estadual a partir do segundo semestre de 2024.

Como o TDAH é um transtorno do neurodesenvolvimento que afeta o comportamento e pode prejudicar a aprendizagem, a equipe do Departamento de Educação Especial da SEE identificou a necessidade de fornecer orientações claras aos professores, gestores e coordenadores pedagógicos sobre como lidar com esses alunos.

Guia visa subsidiar profissionais da Educação no atendimento às crianças com TDAH no ambiente escolar. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Especialistas do departamento realizaram uma ampla revisão da literatura existente sobre TDAH e consultaram o parecer do Conselho Estadual de Educação. O resultado é um e-book abrangente, que explica o que é o TDAH, seus efeitos no ambiente escolar e oferece exemplos de intervenções práticas para minimizar as dificuldades. A construção do material levou seis meses.

“As escolas traziam essa dificuldade para nós, de como lidar com estudantes com TDAH e, em função dessa dificuldade, elas estavam sempre buscando um apoio de professor mediador. E aí, como esse não é um público que é indicado para ser atendido por professor mediador, desenvolvemos o guia para orientar todos os profissionais sobre os ajustes possíveis que irão contribuir para amenizar as dificuldades que se apresentam em sala de aula”, explica Hadhianne Peres, chefe do departamento.

Chefe do Departamento de Educação Especial, Hadhiane Peres explica que guia surgiu da necessidade dos profissionais da educação saberem como lidar com alunos com TDAH. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Preparar os professores para lidar com diferentes formas de aprendizagem é essencial para apoiar e promover o desenvolvimento dos alunos. As orientações fornecidas no guia têm como objetivo facilitar a integração dos alunos com TDAH com seus colegas, promovendo um ambiente escolar mais inclusivo e acolhedor.

“Esse guia é tudo o que nós, professores regentes, precisávamos, porque, quando a criança chega, começamos notar a diferença de uma para outra. Existem muitas crianças em uma turma e elas pensam e aprendem de todas as maneiras. Esse guia veio para nos ajudar a identificar cada transtorno. Eu já li e reli e estou encantada com o guia. Ele vai nos ajudar na elaboração de estratégias para lidar com cada criança”, enfatizou a professora Maria Enilda Portela, da Escola Luísa Batista, em Rio Branco.

O material foi distribuído por e-mail às equipes gestoras das escolas da rede estadual de ensino e aos Núcleos de Representação da SEE nos municípios. Para as escolas do campo, o guia será entregue em formato impresso, garantindo que todos os profissionais tenham acesso às estratégias pedagógicas necessárias para otimizar o ensino.

“Esse guia veio para nos auxiliar dentro da escola, não só os professores, coordenadores e gestores, mas todas as pessoas que estão dentro da escola e lidam com os alunos. Ele chegou numa boa hora, pois muitas vezes, diante de diversas situações apresentadas por uma criança com TDAH, não sabemos como lidar, então esse guia vai ser uma cartilha diante dessas situações”, declarou Cristina Araújo, gestora da Escola Ramona de Castro, também na capital.

O material será utilizado já no segundo semestre de 2024, em todas as escolas do estado. Foto: Mardislon Gomes/SEE

O guia inclui orientações específicas para os professores regentes e os responsáveis pelas salas de recursos multifuncionais. Embora os alunos com TDAH geralmente não sejam acompanhados por mediadores, já que o TDAH não é uma deficiência, a publicação enfatiza a importância de adaptações e acompanhamento em sala de recursos para apoiar esses estudantes.

Confira o Guia

Comentários

Continue lendo

Flash

Em operação, PF do Acre prende traficante que pretendia levar drogas para o Rio Grande do Norte

Publicado

em

Foram cumpridos dois mandados judiciais, sendo um de busca e apreensão e um de prisão, expedidos pelo TJAC

Comentários

Continue lendo