Caso ocorreu na zona rural de Rodrigues Alves, no interior do Acre. Polícia diz que homem persegue ex-mulher por não aceitar fim do relacionamento.

Homem suspeito de estuprar ex-mulher, raptar filho e incendiar casa é procurado no interior do AC — Foto: Polícia Civil
Por Iryá Rodrigues, G1 AC

A Polícia Civil do Acre procura um homem suspeito de estuprar a ex-mulher de 30 anos, raptar o filho de 12 e ainda incendiar a casa da família por não aceitar o fim do relacionamento. O estupro e rapto da criança ocorreram no dia 31 de março, no dia seguinte, ele voltou na casa e tocou fogo.

A polícia informou que o casal estava separado há cerca de um ano e que antes eles viviam em Cruzeiro do Sul, também no interior do Acre. Para tentar se livrar do ex-marido, que continuava com as perseguições e ameaças, a mulher se mudou para a comunidade Profeta, na zona rural de Rodrigues Alves, mas não deu certo.

Na noite do dia 31 de março, o homem teria ameaçado matar a ex-mulher, estuprado e ainda tentou esganá-la. De acordo com a polícia, ele saiu do local levando o filho que, segundo a mãe relatou, tem deficiência mental.

Após as agressões, a mulher resolveu sair de casa para dormir nos pais com os outros filhos e por volta das 5h de quarta-feira (1), a família viu a casa em chamas. O local ficou completamente destruído e mãe e filhos ficaram apenas com as roupas do corpo.

As polícias Militar e Civil chegaram a fazer buscas na região, mas o homem não foi localizado para ser preso em flagrante. Ainda de acordo com a Polícia Civil, foi solicitado medidas protetivas de urgência e a vítima foi encaminhada para exames médicos e para tratamento psicológico por conta do estupro.

Comentários