REUNIAO DERACRE-14

Alexandre Lima

Uma comitiva composta por nove vereadores de Brasiléia, representantes de associações rurais e o prefeito do Município de Brasiléia, Everaldo Gomes (PMDB), se reuniram na sala de reuniões do Departamento de Estadas e Rodagens do Acre (DERACRE), juntamente com do diretor, Cristovam Moura, para tratar de melhorias de ramais.

Brasiléia é o município do Acre com a maior malha de ramais, que ultrapassa os 1300 quilômetros, o que torna quase impossível a manutenção de todos com recursos próprios pela prefeitura, fazendo com que seja procurado apoio junto aos governos federal e estadual.

Compartilhando do mesmo problema, nove vereadores e representantes de associações de moradores rurais, juntamente como prefeito Everaldo Gomes, se deslocaram até a sede do Deracre na Capital, para uma importante reunião e tratar da planilha referente aos ramais.

REUNIAO DERACRE-80

Segundo o diretor do Deracre, Cristovam Moura, o governo está ciente dos problemas que passam os municípios do Acre, e destacou os problemas em que o País vem passando, mas que irá procurar meios, junto ao Incra e 7º BEC, para que algumas metas sejam cumpridas.

Cristovam falou das dificuldade do momento, mas está solidário e tentará cumprir metas definidas - Foto: Alexandre Lima
Cristovam falou das dificuldade do momento, mas está solidário e tentará cumprir metas definidas – Foto: Alexandre Lima

Com a chegada do inverno amazônico, a preocupação maior fica para o transporte dos alunos, aja visto que alguns dos ramais ficam quase que impossível trafegar. Muitas dessas metas já foram traçadas em reuniões anteriores, mas alguns entreves estavam atrapalhando o andamento e a continuidade dos trabalhos.

Ficou decido que, tão logo seja terminado os trabalhos no município vizinho de Epitaciolândia pelo 7º BEC, irão se juntar à Prefeitura e com moradores dos ramais para dar apoio em logística e cumprir metas antes do início das chuvas

Everaldo acredita que essa parceria com o governo do Estado irá ser concretizada e quem vai ganhar é o povo da zona rural, que precisa escoar suas produções e os alunos possam ir e voltar tranquilamente para a escola.

Veja vídeo reportagem.

Comentários