Os casos de dengue registraram um aumento de 87% em um ano no estado do Acre, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), divulgados nesta quarta-feira (17). Os dados são de 1º de janeiro até 13 de outubro de 2018, comparados ao mesmo período no ano passado.

Conforme o último boletim informativo de dengue, zika e chikungunya, o Acre registrou 7.148 casos suspeitos de dengue, sendo que 2.220 foram confirmados, 4.001 foram descartados e 512 estão em investigação. Outros 415 casos estão como inconclusivos, porque excederam o período de 60 dias para encerramento.

Os municípios que registraram maior número de casos foram Cruzeiro do Sul, com 2.758 notificações e Rio Branco, com 2.460. As duas cidades juntas correspondem a 73% dos casos notificados da doença no estado. Não há registro de mortes por dengue.

No mesmo período no ano passado foram notificados 3.826 casos de dengue. Desses, 1.093 foram confirmados, 2.587 descartados e 145 estão como inconclusivos.

Na capital Rio Branco, o aumento foi de 51,3% em um ano, saindo de 1.626 em 2017 para 2.460 em 2018 até o dia 13 de outubro. Cruzeiro do Sul também apresentou aumento de 203%, saindo de 910 casos para 2.758 este ano.

Comentários