Conecte-se conosco





Destaque Texto

Ação conjunta da SEFAZ, polícia e outros órgãos investiga evasão de R$ 60 milhões de ICMS com saída ilegal de gado

Publicado

em

A secretaria da Fazenda e a Polícia Civil não encontraram nenhuma evidência de envolvimento de auditores fiscais ou de servidores dos postos de controle na facilitação dessas irregularidades.

Uma ação integrada entre IDAF, Secretaria da Fazenda, Polícia Civil, Ministério Público e Procuradoria Geral do Estado está coordenando uma completa investigação para conter a saída ilegal de gado do Acre para outros estados.

A estimativa da Secretaria da Fazenda, como admite o secretário Rômulo Grandidier, é que nos últimos cinco anos essa evasão pode ter movimentado mais de R$ 500 milhões, valores do gado contrabandeado, gerando um prejuízo de mais de R$ 60 milhões em ICMS não declarado e não recolhido pelo Acre.

A Secretaria da Fazenda espera que esse esforço conjunto possa, em curto prazo, coibir a prática e punir os empresários responsáveis, que já estão sendo identificados e acionados na Justiça e podem levar multas e cobranças de ICMS não declarado que superam, em pelo menos um caso, R$ 30 milhões.

A verdadeira força tarefa montada já sabe que a BR-364 é a principal via de saída do gado acreano, mas a secretaria da Fazenda e a Polícia Civil não encontraram nenhuma evidência de envolvimento de auditores fiscais ou de servidores dos postos de controle na facilitação dessas irregularidades.

Comentários

Em alta