fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Últimas eleições revelam que eleitor acreano quer alternância de poder

Publicado

em

Da redação com ac24horas

O prefeito Marcus Viana venceu as eleições municipais passadas, no 2º Turno, contra o então tucano e ex-prefeito de Acrelândia,   Tião Bocalom, com uma diferença de somente 2.739. Um percentual pequeno de pouco mais de 1%. Em 2010, Sebastião Viana também teve uma eleição apertada contra o mesmo Bocalom. Para o cientista político da Fundação Milton Campos, Luciano Dias, esse pequeno diferencial numérico aponta para uma iminente mudança no Acre.

DSC_0093

O atual grupo político que comanda o Estado há quase duas décadas, fundamentado num discurso de desenvolvimento a partir do uso correto da floresta, estaria ameaçado.

“O Acre é um exemplo desse momento de transformação brasileira. Esse grupo que está no poder foi eleito legitimamente, mas a cada eleição a vantagem que ele alcança nas urnas é cada vez menor. Tanto na eleição na capital, como no estado, a diferença que ele vai acumulando é muito pequena. Isso significa que o eleitor está prestes a uma mudança. Assim como no resto do Brasil, existe um desejo de mudança”, disse o cientista político durante palestra na manhã desta sexta-feira, no auditório da Acisa, para filiados do Partido Progressista (PP), de Gladson Cameli.

Porém segundo o doutor em ciência política do Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, para que essa mudança ocorra é necessário preparo político para que o eleitor confie no candidato um mandato majoritário.

“É claro que isso depende como os candidatos vão se planejar, vão se apresentar, vão preparar essa mudança. Mas o Acre não é diferente do resto do Brasil nisso. O eleitorado está sinalizando para essa mudança”, acrescenta.

Comentários

Continue lendo

Acre

Estado revitaliza biblioteca do Presídio Feminino de Rio Branco

Publicado

em

Por

A biblioteca do presídio feminino ganhou uma cara nova, com uma decoração mais aconchegante e propícia para que as reeducandas possam usufruir com mais qualidade e até promover o interesse pela leitura.

Biblioteca do presídio feminino de Rio Branco. Foto: Zayra Amorim/ Iapen

A pequena reforma feita no local foi finalizada na última segunda-feira, 27, e durou 20 dias. Foram utilizados apenas materiais reciclados de outras obras que acontecem no presídio feminino, como sobras de tintas e madeiras. As estantes para os livros foram produzidas no Polo Moveleiro pelos detentos que trabalham no local. Com isso a sala que antes era simples, passou a ser mais confortável e convidativa.

O espaço fica aberto e disponível para as detentas durante o dia inteiro e além de abrir as portas da educação, a leitura pode proporcionar a remissão de pena para as detentas. É um direito garantido pela Lei de Execuções Penais (LEP).

Reeducanda usufruindo do espaço de leitura na biblioteca do presídio feminino. Foto: Zayra Amorim/Iapen

A diretora da unidade, Dalvani Azevedo, explica que o espaço da biblioteca vai além dos livros e funciona como um local para que as reeducandas possam se sentir em paz e refletir: “Além dos livros, além da decoração, da reorganização de tudo, é um momento de reflexão, prazeroso. Com a interação com os livros, elas têm esse momento aqui para refletir sobre muita coisa. Estar em um ambiente fora da cela é diferente. É um novo recomeço. Ressocializar é isso, é recomeçar. E a gente tende a tentar fazer isso por meio da educação. A educação transforma as pessoas, e aqui tem essa oportunidade”.

Detenta tendo acesso ao acervo de livros da biblioteca do presídio feminino. Foto: Zayra Amorim/ Iapen.

Muitas das detentas só começaram a ter acesso e se interessar pela leitura enquanto cumpriam pena. É o caso da S.S.: “Era uma coisa que, outrora, para mim, não era interessante. Aqui não, eu tenho mais aquela vontade de ler, de buscar mais, de conhecer, de aprender. Não tinha muita oportunidade na rua, não”.

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Festa dos Terceirizados acontece no sábado (8/06) com shows e sorteios

Publicado

em

Parque das Acácias recebe evento tradicional para trabalhadores do Acre. Sindicato promete premiações e diversão na Festa dos Terceirizados

A tradicional Festa dos Terceirizados será realizada no próximo sábado, 08 de junho, no Parque das Acácias, em Rio Branco, em alusão ao Dia do Trabalhador Terceirizado. A programação tem início às 10h e conta com shows, bingo, sorteio e alimentação.

A Festa é realizada desde 2018, inclusive durante a pandemia com live de sorteio de brindes, já é tradição em Rio Branco. A organização espera receber milhares de trabalhadores do ramo das terceirizadas de todo Acre.

O evento busca homenagear e destacar a importância que os trabalhadores desempenham para a sociedade acreana. O evento é aberto a todo trabalhador terceirizado e família e, por questão de segurança, haverá revista nas entradas.

“Estamos organizando uma programação super especial, com prêmios, bingo de moto 0km e muito mais, para os nossos homens e mulheres do setor da Terceirização. Em 2023 conseguimos reunir mais de 4 mil pessoas na Concha Acústica, este ano preparamos tudo para receber mais pessoas. Venha e traga toda sua família”, pontuou a presidente do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Acre, Neide Lima.

A Festa do Trabalhador Terceirizado já se tornou um evento anual. Em 2023, a organização reuniu mais de 4 mil pessoas na Concha Acústica e teve como grande prêmio uma moto 0km.

A festa é gratuita e organizada pelo Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Acre; Deputado Estadual Fagner Calegário; SL Consetac; Governo do Acre.

Comentários

Continue lendo

Acre

Coordenadora estadual de imunização fala sobre vacinação contra a poliomielite no Govcast

Publicado

em

Por

No Govcast, o podcast do Governo do Estado, transmitido em cadeia pelas Rádios Aldeia FM, Difusora, Instagram e Youtube a coordenadora estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI), Renata Quiles, e o médico Osvaldo Leal falaram sobre a importância dos pais e responsáveis levarem as crianças menores de cinco anos para serem imunizadas contra a poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil, na campanha de vacinação lançada pelo Ministério da Saúde de 27 de maio a 14 de junho de 2024.

Durante o Govcast, médico Osvaldo Leal e coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Renata Quiles, aproveitaram o destaque da campanha de vacinação contra a pólio para enfatizar a importância das vacinas para a saúde pública. Foto: Pedro Makleuri/Secom

Aos jornalistas Jefson Dourado e Paula Amanda a coordenadora esclarece que poliomielite é uma doença infectocontagiosa aguda, causada pelo poliovírus, que pode causar paralisia muscular dos membros inferiores de forma assimétrica, irreversível, podendo levar a óbito e em casos graves da doença. Portanto, e vacinação é a principal forma de prevenção.

Renata Quiles detalha que o público-alvo da campanha são crianças menores de cinco anos. As aplicações serão feitas de acordo com a avaliação do cartão de vacinação. O esquema vacinal para menores de um ano prevê três doses injetáveis, administradas aos 2, 4 e 6 meses. As crianças de 1 a 4 anos que já completaram esse esquema devem receber a dose oral da vacina, conhecida como gotinha.

“Para a campanha no Acre o MS enviou cerca de 70 mil doses, devendo chegar a até 90 mil doses até o final da campanha. As vacinas contra a poliomielite estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde de Rio Branco e nos municípios, onde as prefeituras são encarregadas pela logística”, reforçou.

O médico Osvaldo Leal reforça que a vacinação é essencial para reduzir o risco de reintrodução do poliovírus no Brasil, onde a doença foi eliminada nos anos 90, acrescentando ser importante utilizar os espaço de comunicação disponibilizado pelo Estado para combater o negacionismo a ciência e a desinformação sobre a importância para a saúde pública, ter uma população devidamente vacinada.

“A vacinação sempre fez parte da estratégia da saúde pública para combater doenças graves. Portanto, mães, levem seus filhos pois a prevenção é o melhor caminho e a ciência estuda e pesquisa o rumo certo para um vida com saúde ”, alertou Leal.

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo