Por Raimari Cardoso

A elevação dos casos de covid-19 que vem sendo registrada em Xapuri desde a última semana acarretou um aspecto preocupante para a estrutura de enfrentamento à pandemia no município: um alto número de contaminações entre os profissionais de saúde das redes estadual e municipal.

No boletim desta terça-feira, 4, foram confirmados os diagnósticos positivos de duas médicas e duas técnicas de enfermagem do hospital Epaminondas Jácome (HEJ). Segundo fonte na unidade, os casos positivos no hospital já passam de uma dezena e novos registros devem sair na atualização do boletim desta quarta-feira, 5.

Procurado pela reportagem, o gerente-geral do HEJ, enfermeiro Josimar dos Santos, afirmou que o atendimento não havia sido afetado pelas confirmações de casos positivos de covid-19 entre os profissionais da unidade, mas disse não saber até quando a situação se manteria em razão do avanço da pandemia.

A previsão feita pelo ac24horas de que a contaminação de profissionais de saúde pode comprometer atendimento em Xapuri se confirmou nesta quarta-feira com o fechamento da Unidade Básica de Saúde (UBS) Mauro José Lima de Souza, localizada no bairro Braga Sobrinho, conhecido como Bolívia.

De acordo com o subsecretário municipal de Saúde, Daniel Lima, nas últimas 24 horas cinco profissionais da UBS testaram positivo para o novo coronavírus – dois agentes comunitários de saúde, uma recepcionista, uma enfermeira e uma médica. Apenas uma técnica em enfermagem do quadro da unidade testou negativo.

De acordo com a coordenação do enfrentamento à covid-19 em Xapuri, a média móvel dos últimos 7 dias subiu para 12 casos diários. Apenas nos últimos dois dias foram registrados 42 novos casos, um número considerado muito alto para os padrões médios apresentados pela pandemia desde o seu início, em 27 de abril.

Comentários