Conecte-se conosco

Acre

Tião Viana entrega novos leitos de UTI e ambulâncias traçadas

Publicado

em

O governador Tião Viana, entregou os novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O governador Tião Viana, entregou os novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) viveu um dia de festa. O governador Tião Viana, ao lado da secretária de Saúde, Suely Melo, entregou os novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), um novo centro cirúrgico e seis ambulâncias traçadas para o atendimento móvel. Agora são 17 leitos e quatro salas de cirurgia, além de uma sala de recuperação pós-anestesia.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, não pode comparecer à inauguração devido aos compromissos em Brasília, mas, por telefone, falou aos presentes da alegria de ampliar o serviço de saúde no Acre e do compromisso do governo da presidenta Dilma Rousseff em diminuir o tempo de espera nas filas. “Há um recurso específico para isso e o Acre é um exemplo na utilização dele ao realizar mutirões de cirurgias eletivas e outras estratégias para melhorar o atendimento à população. Este é mais um passo no esforço de tornar o Acre um dos melhores lugares para se viver na Amazônia”, disse o ministro.

Tião Viana falou do esforço em implementar o serviço (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Tião Viana falou do esforço em implementar o serviço (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Tião Viana falou do esforço em implementar o serviço, que vai onerar em R$ 16,2 milhões anuais o custeio com a saúde, somente com as unidades de terapia intensiva da Huerb, sem contar a manutenção de cada sala do centro cirúrgico, que custou R$ 500 mil para ser implementada.

A mão do médico é o coração de Deus. Os 18 leitos de UTI, os centros cirúrgicos, as ambulâncias traçadas, tudo isso significa que agora a medicina pode funcionar plenamente

Governador Tião Viana

“Este é o nosso desafio cotidiano em oferecer uma saúde com dignidade ao nosso usuário. E temos nos esforçado. Em São Paulo uma pesquisa feita com 11 hospitais privados mostra que o tempo de espera para atendimento em pediatria é de seis horas. No Acre são duas horas. Temos cirurgias de hérnia de disco feita a laser pagas pelo serviço público e tenho certeza que nem cinco estados do Brasil disponibilizam essa tecnologia pelo Sistema Único de Saúde. Já operamos mais de 300 pacientes com prótese de quadril, temos o investimento de R$ 46 milhões no hospital de traumatologia e ortopedia”, disse o governador Tião Viana.

Hoje os pacientes internados em UTI recebem duas visitas por dias. “Mas nós vamos ampliar para três, porque achamos inadmissível que os familiares passem uma noite inteira sem contato e informação sobre o estado de saúde de quem está na UTI. Nossa equipe é treinada, capacitada e temos o melhor acolhimento. Digo isso porque acompanhamos o trabalho de outros hospitais no Brasil e reconheço o esforço que é feito aqui”, comentou a chefe da UTI do Huerb, Márcia Vasconcelos.

Marcus Alexandre, prefeito de Rio Branco, disse que a prefeitura tem feito a parte que lhe cabe no atendimento à saúde, principalmente na atenção básica, ampliando horários de atendimento nos postos e centros de saúde. “Já temos cinco unidades funcionando aos sábados e quatro unidades com atendimento estendido até o início da noite, diariamente. Isso facilita o acesso da população e ajuda a diminuir a pressão sobre o atendimento nas unidades de emergência”, observou o prefeito.

Os deputados estaduais Jamyl Asfuri, Maria Antônia, Denilson Segóvia, Geraldo Pereira, Eber Machado, Walter Prado e o líder do governo na Assembleia Legislativa, Astério Moreira, participaram do evento, ao lado dos vereadores Marcelo Macedo e Fernando Martins. “O sistema de saúde privado não consegue oferecer os serviços que o público está oferecendo. Isso mostra que o governo do Estado tem conseguido melhorar as condições de vida da população”, observou Pereira.

Acre tem 34 ambulâncias no serviço público

A coordenadora do Serviço de Emergência no Estado, enfermeira Lúcia Luna, lembrou a importância de ter ambulâncias traçadas e retaguarda de atendimento. “Esses veículos são essenciais para chegar aos locais que antes não conseguíamos entrar. E não adianta pegar paciente na rua, muitas vezes casos graves, se não houver uma retaguarda no hospital, se não houver leito suficiente na UTI. Estes 18 leitos vão fazer muita diferença na tarefa de salvar vidas”, disse.

Também foram entregues novas ambulâncias para o Samu (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Também foram entregues novas ambulâncias para o Samu (Foto: Sérgio Vale/Secom)

A secretária de Saúde explicou que hoje o Acre está bem acima da média preconizada pelo Ministério da Saúde em leitos e em ambulâncias. “O Ministério da Saúde preconiza que de quatro a dez por cento dos leitos da saúde sejam de UTI e estamos acima de 10%. Com estas seis novas ambulâncias, traçadas, temos agora 34 ambulâncias. Pelas regras do Ministério é uma ambulância para cada cem mil habitantes. Com mais de 700 mil habitantes, nós temos 34 veículos. Isso mostra o compromisso do governador Tião Viana com a saúde e o esforço de cada profissional da área para fazer o melhor”, disse Suely.

Números da UTI

 – Até 1999 não havia Unidade de Terapia Intensiva no Acre, sendo o Hospital Santa Juliana o primeiro a oferecer o serviço

Em 2004 o serviço é inaugurado no Pronto-Socorro

– Para funcionar, cada leito da UTI custou um investimento de R$ 200 mil

– Foram 8 leitos novos e 9 leitos reformados, além de 2 leitos de isolamento

Para manter em funcionamento cada leito custa R$ 2,5 mil por dia

Com os novos leitos o governo vai gastar R$ 16,2 milhões a mais por ano com o custeio da saúde

– Cada equipamento da UTI tem uma bateria que garante autonomia de duas horas de funcionamento em caso de queda de energia

Comentários


Acre

Boletim da Sesacre registra 39 novos casos de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que foram registrados 39 novos casos de coronavírus neste domingo, 4 de dezembro. O número de infectados notificados é de 154.710 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 361.546 notificações de contaminação pela doença, sendo que 206.826 casos foram descartados e 10 exames de RT-PCR aguardam análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 150.393 pessoas já receberam alta médica da doença.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS) e estão sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhum óbito foi notificado neste domingo, 4, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.032 em todo o estado.

Sobre os casos de covid-19 no estado, acesse:

BOLETIM_AC_COVID_04_12__2022

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:
http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Comentários


Continue lendo

Acre

Mãe e filho se formam juntos em Enfermagem no Acre: “Realização de um sonho”

Publicado

em

O recém-enfermeiro explica como foram os 4 anos de faculdade que tornaram a mãe, uma colega de profissão
POR MATHEUS MELLO

Uma das grandes conquistas de uma pessoa na vida é sem sombras de dúvidas o diploma em uma gradução. Mateus Lima e sua mãe, Mauriete Lima realizaram esse sonho juntos e colaram grau na faculdade de Enfermagem, na última quinta-feira (30), em Rio Branco.

Ao ContilNet, o recém-enfermeiro explica como foram os 4 anos de faculdade que tornaram a mãe, uma colega de profissão.

“Fiz medicina durante quatro anos na Bolívia, de 2012 a 2016, mas infelizmente não tive condições de continuar, devido ao dólar que aumentou bastante, e aí voltei para o Brasil. E minha mãe teve a ideia de fazer enfermagem. Entramos na faculdade e passamos por todas as etapas juntos, estágio juntos, TCC e formamos juntos”, disse.

Mauriete é técnica de enfermagem e trabalha na saúde do Acre há 28 anos. O filho explica que sempre viu na mãe uma inspiração na vida pessoal e profissional.

“Por ela ser da área da saúde eu sempre via ela como minha inspiração, eu decidi trabalhar como ela, trabalhar bastante com algo que ama. É a realização de um sonho, poder trabalhar um dia junto com ela no mesmo lugar”, declara.

Os dois fazem parte da primeira turma do curso de Enfermagem, da UNIP, e iniciaram o curso em 2018.

Comentários


Continue lendo

Acre

Indígena é atingido por disparos de arma de fogo e vai a óbito em Sena Madureira

Publicado

em

Um novo confronto entre pessoas ligadas à facções rivais, registrado na manhã deste domingo (4), deixou mais um saldo negativo em Sena Madureira.

Informações preliminares apontam que um indígena identificado pelo nome de Fábio Alfredo Jaminawa, foi atingido por pelo menos três disparos de arma de fogo, sendo que um dos projéteis acertou a perna, e outros dois atingiram o quadril da vítima.

No momento do episódio, Fábio trafegava de bicicleta pela rua Maranhão, quando foi surpreendido por dois criminosos que estavam em uma motocicleta.

Após os disparos, os autores tomaram rumo ignorado, e a vítima, foi levada para o Pronto Socorro do Hospital João Câncio Fernandes, para receber atendimento médico, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e foi a óbito.

Tão logo tomou conhecimento do ocorrido, a PM foi ao local e constatou que uma pessoa teria ficado gravimente ferida, e em seguida, iniciou os trabalhos com o intuito de prender os responsáveis pelo cometimento do crime.

Por Josué da Silva.

Comentários


Continue lendo

Em alta