Para Viana, há uma omissão da Justiça e Ministério Público brasileiros que não cobram do governo federal o cumprimento da lei em relação à segurança nas regiões de fronteira.

 Para Viana, há uma omissão da Justiça e Ministério Público brasileiros que não cobram do governo federal o cumprimento da lei em relação à segurança nas regiões de fronteira(Foto: Alexandre Lima/arquivo)
Com Luciano Tavares

Outra vez, o governador Sebastião Viana culpou o governo federal pela violência no Acre. Ele, como sempre faz, colocou na conta da União a guerra entre as facções criminosas no Acre que tem resultado na morte de jovens e adolescentes por causa do tráfico de drogas.

Para Viana, há uma omissão da Justiça e Ministério Público brasileiros que não cobram do governo federal o cumprimento da lei em relação à segurança nas regiões de fronteira.

“A omissão da União em relação ao livre trânsito do narcotráfico através das fronteiras amazônicas, passando pelo Centro-Sul, deixam um rastro de sangue indescritível e milhares de corpos jovens no chão. Ministério Público e Judiciário do Brasil, silêncio até quando?”Outra vez, o governador Sebastião Viana culpou o governo federal pela violência no Acre. Ele, como sempre faz, colocou na conta da União a guerra entre as facções criminosas no Acre que tem resultado na morte de jovens e adolescentes por causa do tráfico de drogas.

Para Viana, há uma omissão da Justiça e Ministério Público brasileiros que não cobram do governo federal o cumprimento da lei em relação à segurança nas regiões de fronteira.

____________________

Viana afirma que o dinheiro que financia o narcotráfico atrai os jovens vulneráveis, embora o governo local, na contrata mão, ofereça políticas de educação.

____________________

“Aviso aos medíocres: no Acre sobram vagas nas escolas, estamos super bem avaliados na educação brasileira, nosso PIB cresce além da média, nosso IDH alcançou nível alto… Mas o poder financeiro do narcotráfico para cooptar jovens é avassalador. A origem do mal e do mau.”

Comentários