No caso do homicídio, a polícia investiga duas hipóteses, uma seria que a vítima estava devendo a boca, e a outra de que a vítima seria de uma facção criminosa rival

foram aprendidos maconha, cocaína, pasta a base de cocaína, munições, uma escopetas calibre 28 e a arma de fogo que foi usada no crime de homicídio, calibre 380 (Foto: Cedida)

Ascom – PC

O delegado da Homicídios, Cristiano Bastos, apresentou na tarde desta quarta-feira (13), a prisão de Antônio Muniz da Silva, de 28 anos, responsável pelo crime de homicídio ocorrido em 27 de novembro na Estrada da Penal. A vítima, Diogo Oliveira foi assassinado a tiros logo após sair de um show que acontecia no estacionamento da Uninorte.

De acordo com o delegado, Antônio foi preso durante uma ação no Beco Sabiá onde duas bocas de fumo foram desativadas e mais três pessoas foram presas, sendo eles, José Roberto Alencar do Nascimento (29) João Lucas Dantas Nunes (18), Bruno Saldanha Braz (21). Nas bocas, foram aprendidos maconha, cocaína, pasta a base de cocaína, munições, uma escopetas calibre 28 e a arma de fogo que foi usada no crime de homicídio, calibre 380.

A motivação para o crime, no caso do homicídio, a polícia investiga duas hipóteses, uma seria que a vítima estava devendo a boca, e a outra de que a vítima seria de uma facção criminosa rival.

Comentários