fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Operação da PF investiga tráfico internacional de armas para o Rio

Publicado

em

Agentes da Polícia Federal (PF) foram as ruas na manhã desta quinta-feira (4) para apurar a prática de tráfico internacional de armas de fogo e acessórios de origem dos Estados Unidos. A Operação Ficção ou Realidade investiga ainda comércio clandestino de material bélico a facções criminosas e milícias do Rio de Janeiro.

Informações obtidas pela Receita Federal foram o ponto de partida para as investigações da Delegacia de Repressão a Crimes contra Patrimônio e ao Tráfico de Armas da Superintendência da PF no Rio de Janeiro. As apurações identificaram a participação de um grupo que importava material bélico de forma irregular.

De acordo com a PF, autoridades policiais dos Estados Unidos apreenderam, em janeiro deste ano, em Miami, uma quantidade expressiva de material bélico que estava prestes a ser enviado clandestinamente ao Brasil.

“Na ocasião, foram apreendidos: 261 carregadores de alta capacidade, geralmente utilizados por milicianos e traficantes para exercer domínio territorial, visto que comportam até 90 munições de grosso calibre e alto poder destrutivo; e 88 acessórios de conversão de armas de fogo chamados de Kit Roni, que conferem maior estabilidade e precisão ao armamento, assim como transformam armas semiautomáticas em armas automáticas ou que disparam rajadas de tiros”, informou a PF em nota.

As investigações apuraram ainda que a quadrilha contratou uma empresa do segmento de efeitos cinematográficos para armazenar clandestinamente os armamentos, com a justificativa de que estava “lidando com materiais de efeito não lesivo, destinados ao serviço de show pirotécnico, de maneira que não levantasse suspeita sobre a atividade criminosa”.

Os policiais federais cumprem seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal no Rio de Janeiro, em endereços residenciais dos suspeitos localizados nas cidades do Rio de Janeiro, de Curitiba e Maringá, no Paraná.

De acordo com a PF, os investigados responderão pelos crimes de tráfico internacional e comércio clandestino de armas de fogo e acessórios, além de associação criminosa. Se forem condenados, poderão receber pena de até 31 anos de reclusão.

“A operação foi intitulada Ficção ou Realidade devido à hipótese criminal investigada quanto à influência e dissimulação praticada, através da empresa do ramo de efeitos cinematográficos, no tráfico e comércio clandestino de arma de fogo”, concluiu a nota.

Fonte: EBC GERAL

Comentários

Continue lendo

Geral

Homem é preso em Acrelândia acusado de perseguir crianças no caminho da escola e exibir material pornográfico

Publicado

em

A Polícia Civil do Acre ()CAC) agiu rapidamente para capturar um homem de 41 anos que estava perseguindo crianças nas ruas de Acrelândia, exibindo material pornográfico e fazendo convites inapropriados. Após receber denúncias preocupantes sobre o comportamento suspeito do indivíduo, as autoridades iniciaram uma investigação minuciosa que culminou na sua prisão nesta sexta-feira, 12.

O suspeito foi detido mediante cumprimento de mandado de prisão preventiva, sendo removido de circulação para garantir a segurança das crianças da região. “Com o retorno das aulas, a preocupação com a segurança dos alunos aumentou entre os policiais, que temiam pela ocorrência de incidentes graves”, declarou o delegado de Acrelândia, Dr. Dione Lucas.

A autoridade policial enfatiza a importância da colaboração da comunidade neste caso, encorajando os cidadãos a denunciarem práticas semelhantes. “Os moradores de Acrelândia a procurarem os policiais e comunicarem qualquer informação relevante, garantindo o anonimato daqueles que assim desejarem”, disse Dione Lucas.

Esta ação policial demonstra o compromisso das autoridades em proteger os mais vulneráveis da sociedade e assegurar um ambiente seguro para o desenvolvimento das crianças acrelandenses. A PCAC permanece vigilante e pronta para agir diante de qualquer ameaça à segurança da comunidade.

Comentários

Continue lendo

Geral

Acusado de participar de execução de jogador é levado a DCORE, mas não é reconhecido por vítima de assalto

Publicado

em

Dacifran de Moraes Eduíno Junior de 24 anos, acusado de envolvimento no assassinato do jogador de futebol Thiago, foi conduzido na tarde desta quinta-feira, 11, a sede da DCORE.

Na Delegacia de Combate à Roubos e Extorsões da Polícia Civil, o detento foi submetido a um procedimento de reconhecimento.

Mas a vítima do roubo  não apontou  Dacifran, como um dos autores do crime.

Dacifran Eduino, está preso por envolvimento, na execução do jogador do Santa Cruz do Acre, Thiago Oseas Tavares da Silva de 18 anos. O crime ocorre  na madrugada do dia 31 de março deste ano.

O jovem e outro jogador do Santa Cruz do Acre, participavam  de uma festa em  uma casa, no Bairro Santa Inês, quando   foram sequestrados por criminosos e levados para a Travessa Recreio.

No local, Thiago acabou executado a tiros por membros do “tribunal do crime”.

No mesmo dia, policiais militares do 2º Batalhão, prenderam oito suspeitos. Sendo que Andrey Borges Melo de 19 anos, Darcifran de Moraes Eduíno Junior de 24, Kauan Cristian Almeida de 18 e Francivaldo Barroso de Chaves, o “Abacate”, foram reconhecidos por testemunhas e a vítima que escapou.

Inquérito concluído

O procedimento, que investigava os quatro presos em flagrante, foi  finalizado e encaminhado nesta quinta-feira, 11, ao poder judiciário do estado.

Mas a investigação do caso, ainda não está totalmante fechada.  A Delegacia de Homicídios apura a possível participação de outras pessoas no crime.

Comentários

Continue lendo

Geral

Trabalhador é ferido por motosserra em propriedade rural de Porto Acre

Publicado

em

Antônio Valmir Pontes da Silva, 49 anos, enfrentou um grave acidente durante suas atividades laborais no interior do Acre. Na tarde desta quinta-feira (11), enquanto realizava a derrubada de árvores em uma propriedade rural situada no Ramal dos Paulistas, no município de Porto Acre, Antônio foi atingido pela própria motosserra que manuseava.

Segundo relatos de moradores locais, Antônio, em um momento de pausa para descanso, colocou a motosserra em marcha lenta e a apoiou sobre uma tábua. Contudo, o equipamento deslizou, acelerou e atingiu sua perna esquerda, causando-lhe um corte profundo.

Amigos da vítima testemunharam o ocorrido e prontamente prestaram socorro, transportando Antônio em um quadriciclo em direção à Vila do V. Durante o trajeto, a ambulância de suporte básico 09 do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e interceptou o grupo no km 14 do Ramal dos Paulistas.

Após receber os primeiros socorros, Antônio foi encaminhado ao pronto-socorro de Rio Branco, onde seu estado de saúde foi relatado como estável.

Comentários

Continue lendo