Mãe chegou a ser assaltada em hospital e pai precisou largar o emprego para cuidar da família

LEANDRO CHAVES

O pequeno Nícolas Rael, de apenas um mês de vida, nasceu com uma rara doença que prejudica o funcionamento do intestino e provoca a retenção de fezes na sua barriga por conta de um bloqueio constipativo. Assim, seu abdômen fica inchado e ele sente dores por não poder evacuar naturalmente.

_________________

A família é natural de Cruzeiro do Sul e a mãe precisou vir a Rio Branco em busca de melhores condições de tratamento para a chamada Doença de Hirschsprung.

_________________

O Sistema Único de Saúde (SUS) não cobre todos os procedimentos relacionado à enfermidade. Com poucos dias de vida, o bebê já precisou passar por quatro cirurgias – três em apenas uma semana. Em uma delas, foi preciso abrir um orifício em sua barriga para pode evacuar as fezes e evitar complicações.

Após a mãe do bebê ser assaltada dentro do hospital e ter seus pertences levados, o pai, que ficou em Cruzeiro do Sul, precisou largar tudo para proteger a família na capital e, com isso, perdeu a fonte de renda que tinha para custear o tratamento.

Assim, a família pede doações financeiras para dar continuidade aos cuidados com a saúde do pequeno Nícolas, que está internado em leito pediátrico de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O procedimento ideal para tornar menos difícil a vida do bebê seria a biópsia de congelamento, mas a prática só é feita em unidade particular. Além disso, há outros exames à espera e também a compra constante de materiais de higiene para limpar as fezes que saem do orifício aberto na barriga do bebê.

____________________

Para ajudar, basta fazer transferência ou depósito de qualquer valor para a Agência 0803, Conta Poupança 013 00005097-8, Caixa Econômica Federal, no nome de Maria Pereira da Silva (avó da criança).

___________________

O telefone para contato é (68) 99956-5168.

Comentários