Postos de gasolina na fronteira com a Bolívia estão amargando prejuízos - Foto: Alexandre Lima
Postos de gasolina na fronteira com a Bolívia estão amargando prejuízos – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Quem possui um veículo automotivo na fronteira está preocupado. Os quatro postos de combustível existentes em Brasiléia e Epitaciolândia estão sem óleo diesel, gasolina e álcool e a previsão para normalização seria a partir desta quarta-feira, dia 25, e a prioridade inicial seria somente para veículos como ambulâncias, militares e ônibus escolares.

Segundo foi levantando nos postos que estão amargando prejuízos que ainda estão sendo calculados, a tendência é que o desabastecimento se estenda por mais um mês ainda. As cidades de Xapuri e Assis Brasil também estão começando e ter problemas com a falta.

Alguns motoristas estão se arriscando em comprar combustível no lado peruano e boliviano. Em Cobija, o abastecimento dos postos são controlados pelas forças armadas do País e é proibido a comercialização para estrangeiros e no Peru, a gasolina tem uma mistura que não é bem aceita pelos carros brasileiros que, na maioria apresenta problema.

Comentários