CRM está entre as entidades médicas que mandaram a carta ao governo pedindo medidas mais rígidas para evitar avanço da Covid-19 no Acre — Foto: CRM-AC

Dois homens foram denunciados pelo Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC) ao Ministério Público Federal (MPF) e à Polícia Federal (PF) por tentarem obter registro profissional no Estado com diplomas falsos de Medicina.

Após checagem junto à instituição de ensino superior onde os supostos médicos teriam estudado, o setor de registros do CRM-AC descobriu que não consta nenhuma informação sobre disciplinas do curso de Medicina cursadas pelos dois homens. Além disso, existem outras inconformidades nos diplomas apresentados como a questão das assinaturas das autoridades, formato dos carimbos e sigla da universidade, que não seguem o padrão dos demais documentos da instituição.

O CRM-AC indeferiu os pedidos de registro dos dois falsos médicos e ainda acionou a PF e MPF para tomarem as devidas providências.

Comentários