Vítima tinha passagem pela polícia por roubo e furto.
Jovem foi atingido com tiros no rosto e na nuca, segundo o delegado.

 G1
Jovem foi morto a tiros dois meses após sofrer tentativa de homicídio (Foto: Arquivo da família)

Dois meses após ser vítima de uma tentativa de homicídio, o jovem Leandro Lima de Oliveira, de 20 anos, foi morto a tiros na noite desta segunda-feira (27) no residencial Andirá, no Xavier Maia, em Rio Branco. O delegado responsável pelas investigações, Rêmulo Diniz, afirma que a vítima tinha passagens por roubos e furtos e estava foragido  do sistema prisional.

A polícia trabalha inicialmente com duas linhas de investigação. A primeira é que Oliveira tenha sido morto devido à dívida de droga e a segunda seria devido à briga de facções.

O rapaz levou dois tiros, que pegaram na nuca e no rosto, segundo o delegado. Ele estava em uma motocicleta no momento do crime e havia saído de uma casa conhecida como ponto de venda de drogas.

“Leandro foi vítima de uma execução comprovada. Ele levou um tiro pelas costas e outro em sua face, quando já estava deitado ao chão. Ele estava em uma motocicleta e foi surpreendido com os tiros quando estava saindo de um ponto de venda de drogas. Ele estava reclamando à família que estava sendo perseguido por uma facção rival. Então, é uma pessoa que estava muito envolvida no crime, muitas passagens e reclamações de vizinhos de alguns fatos delituosos que vão ser juntados aos autos”, afirma o delegado.

O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal  (IML), e a família aguarda liberação. No local, a mãe do jovem, que não quis gravar entrevista, disse que ele morava com o pai e que era um filho tranquilo.

Comentários