Bombeiros fazem mais um parto de emergência em casa no interior do Acre — Foto: Arquivo/Corpo de Bombeiros do Acre
Por Iryá Rodrigues

Mais um bebê chegou ao mundo com a ajuda de militares do Corpo de Bombeiros, no domingo (12), em Feijó, no interior do Acre.

A indígena Silmara Barbosa kaxinawá começou a ter sangramento e contrações e logo a família acionou os bombeiros para auxiliar no parto.

Esse foi o segundo parto de emergência feito pelos bombeiros somente este mês de julho em Feijó. No último dia 3, uma mulher também entrou em trabalho de parto em casa e precisou da ajuda da guarnição. Com medo de contaminação pelo novo coronavírus, ela se recusou a ir para maternidade.

O tenente José Corrêa, comandante dos bombeiros na cidade, disse que é comum o chamado para auxiliar em partos e levar as grávidas com emergência para o hospital da cidade. Mas, devido à Covid-19, as mães estão com receio e acabam ganhando os bebês em casa mesmo.

A ocorrência foi bem sucedida e o bebê, que recebeu o nome de João Victor, nasceu com os sinais vitais normais, segundo os bombeiros.

“Quando a equipe chegou na casa dela, ela já estava em trabalho de parto, a bolsa já tinha estourado e foi feito todo o procedimento padrão. Em seguida, a mãe e o bebê foram levados para a maternidade da cidade para receberem atendimento médico. Foi um parto sem alterações”, disse o comandante.

A prima de Silmara, Jocileia da Silva, que acionou os bombeiros, contou que esse é o segundo filho da indígena. “Ela teve uma complicação, um sangramento e ainda continua no hospital internada. A previsão é que tenha alta médica amanhã [terça, 14]. O bebê está bem”, afirmou.

Comentários