Conecte-se conosco





Destaque Texto

Publicado

em

Governo Gladson Cameli foi um dos primeiros no país a oferecer aulas remotas por causa da pandemia, com resultados muito positivos para estudantes da rede pública

Assessoria

Um levantamento do Departamento de Mídias Digitais, da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes do Acre (SEE), revela que a plataforma Escola Digital se consolidou como ferramenta fundamental de fornecimento de conteúdos pedagógicos no ano letivo de 2020, extremamente adverso diante dos desafios do ensino-aprendizagem em meio à pandemia do coronavírus.

__________________________

Como resultado, mais de 3,1 milhões de acessos ao portal foram registrados desde que o programa Escola em Casa foi iniciado oficialmente, no dia 22 de junho de 2020, até estes primeiros dias de março de 2021.

__________________________

Sem a possibilidade das aulas presenciais por conta do risco da contaminação de estudantes e trabalhadores pela Covid-19, a equipe da SEE deu início ao programa Escola em Casa, com o apoio da Coordenação Nacional do Projeto Escola Digital.

Nesta semana, os técnicos do Departamento de Mídias Digitais da SEE concluíram um relatório detalhando os resultados obtidos nestes poucos mais de nove meses desde que a plataforma entrou em operação, como apoio imprescindível para a comunidade escolar.

“O fato interessante é que, quando falamos do Escola em Casa, especificamente, já que a plataforma tem várias seções, incluindo formações online de professores e material de apoio às atividades, pudemos observar que os acessos aumentaram já após o início programa, quando entre o final de junho e o mês de julho, chegamos a 4.79.895 acessos. Foram quase 480 mil consultas nos primeiros 30 dias no ar”, explica Rarismar Bezerra, chefe do Departamento de Mídias Digitais da SEE, ilustrando a utilidade da ferramenta para os estudantes da rede pública de ensino. (Veja na tabela abaixo)

Comentários

Em alta