Pane na rede elétrica do hospital teria sido ocasionada por um animal que atingiu a linha de transmissão, informou a Sesacre.

No AC, pacientes com Covid-19 começam a ser transferidos para o primeiro hospital de campanha — Foto: Marcos Vicentti
Por G1 AC — Rio Branco

Uma paciente que estava internada Instituto de Traumatologia e Ortopedia no Acre (Into-AC) morreu, na madrugada desta sexta-feira (22), após uma queda de energia no hospital, informou a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre). Devido à falta de energia, a equipe médica teve que manter alguns pacientes em ventilação mecânica.

Em nota, assinada também pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), foi informado que a pane na rede elétrica do hospital foi ocasionada por um animal que atingiu a linha de transmissão.

A Sesacre informou a reportagem que o óbito da paciente deve ser registrado no boletim de ontem sexta-feira (22), mas adiantou que ela tinha comorbidades e que foi internada na enfermaria do Into dia 10 de maio e no dia 17 transferida para Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

No Into, funcionam 24 leitos de UTIs, todo ocupados, para pacientes com Covid-19. Após o blecaute na energia, alguns precisaram de ventilação manual até que a energia fosse restabelecida. O Into é o primeiro hospital de campanha do Acre e começou a atender os pacientes com Covid-19, no dia 7 de maio.

“Após o episódio, a placa de automação, que aciona o grupo gerador de energia alternativo, não fez o equipamento funcionar, obrigando os profissionais do Into a fazerem a ventilação de alguns pacientes por meio mecânico, até que a rede de energia fosse restabelecida”, informou o documento.

O documento ainda informou que os aparelhos que mantêm os pacientes estabilizados possuem baterias que asseguram o funcionamento até o retorno da normalidade, mas alguns deles esgotaram o que obrigou a ventilação manual, e a paciente que estava debilitado morreu.

“A Sesacre ressalta que não houve interrupção no fornecimento de oxigênio e outros gases medicinais, porque o sistema tem cilindros reservas”, acrescentou.

Os órgãos não informaram quanto tempo o hospital ficou sem energia, nem quantos pacientes precisaram de ventilação mecânica.

Apenas informaram que a Enerigsa isolou parte do fornecimento de energia a uma determinada área da cidade para restabelecer a do Into.

A reportagem não obteve resposta da Energisa sobre a ocorrência até a última atualização desta reportagem.

Até quinta-feira (21), o Acre já registrou 3.103 casos de Covid-19, segundo boletim da Sesacre. O número de mortes era de 78.

Confira a nota da Saúde na íntegra:

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) e a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) informam que uma pane no fornecimento de energia elétrica causada por um animal que atingiu a linha de transmissão, na noite desta quinta-feira, 21, causou interrupção no fornecimento de energia para o Instituto de Traumatologia e Ortopedia no Acre (Into-AC), onde funcionam 24 leitos de UTI para pacientes com Covid-19.

Após o episódio, a placa de automação, que aciona o grupo gerador de energia alternativo, não fez o equipamento funcionar, obrigando os profissionais do Into a fazerem a ventilação de alguns pacientes por meio mecânico, até que a rede de energia fosse restabelecida.

A Seinfra informa que os aparelhos que mantêm os pacientes estabilizados possuem baterias que asseguram o seu funcionamento até o retorno da normalidade, mas que elas se esgotaram para alguns internados, fazendo com que os profissionais utilizassem ventilação manual nestes. Foi durante um desses procedimentos que uma paciente, já bastante debilitada, veio a óbito.

A Sesacre ressalta que não houve interrupção no fornecimento de oxigênio e outros gases medicinais, porque o sistema tem cilindros reservas.

Por fim, Sesacre e Seinfra informam que a Energisa isolou parte do fornecimento de energia a uma determinada área da cidade para restabelecê-la ao Into-AC, até que o animal fosse removido da rede de transmissão.

Comentários