Deputado-Luiz-Tchê-é-denunciado-por-corrupção-eleitoral

Da redação, com José Pinheiro

O deputado José Luís Tchê (PDT) afirmou que na próxima reunião da União Nacional de Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) irá fomentar a discussão em torno do Fundo Partidário. O parlamentar falou que deseja ‘abrir a caixa preta’ e que os partidos não podem ser criados para se tornarem ‘moeda de troca’.

“Precisamos abrir a caixa preta do Fundo Partidário. É menos dinheiro para a Saúde, a Educação. Cada filiado que banque suas candidaturas. O deputado sai do partido, por exemplo, e leva o tempo de TV  e o recursos do Fundo”, ressalta.

Ele criticou que a um ano das eleições de 2014, ainda possa haver mudanças na Legislação Eleitoral. “Ninguém sabe se podemos colocar panfletos, carro de som. Eu vejo isso como alguma chance de isso acontecer”.

Tchê culpou o Congresso Nacional pela demora na análise da Reforma Política e salientou que apenas as duas Casas Legislativas podem colocar fim no poder econômico nas eleições. “Apenas o Congresso pode tirar o poder econômico das eleições”, diz o parlamentar.

O deputado falou também o PDT tem se organizado em todo o Estado. São pelo menos 38 candidatos a deputados estaduais em 2014. Luís Tchê reafirmou seu nome para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.

Comentários