Na noite de sexta-feira, dia 22, aconteceu uma tentativa de assalto ao um comércio no Bairro Mapajo, na cidade vizinha de Cobija (Bolívia), onde havia sido noticiado que após um tiroteio, um dos bandidos havia sido morto na troca de tiros e o comerciante baleado, após a chegada de um policial no estabelecimento.

Após o frustrado assalto, um dos envolvidos de nacionalidade boliviana, fugiu para o lado brasileiro, deixando o comparsa ferido – que era seu primo, para trás e que morreu após ser ferido na barriga.

Derik Johann Azad Lima, de 18 anos, foi preso por policiais militares no lado brasileiro – Foto: Alexandre Lima

Derik Johann Azad Lima, de 18 anos, que foi preso pela Polícia Militar do Acre em Brasiléia, estava na companhia do primo que morreu, Bernabé Soares (20) e mais outro comparsa, apenas identificado como ‘Nêgo Fuga’ que ainda está foragido.

Após sua prisão e de ser entregue às autoridades da Bolívia, os trabalhos da Polícia Militar do 5º Batalhão do Alto Acre deram seguimento, na tentativa de localizar a arma usada no crime.

No início da noite deste sábado, dia 23, Derik disse onde estava a arma, no Bairro José Braúna, na cidade de Brasiléia. Segundo foi apurado, teria ‘alugado’ a pistola de fabricação chinesa, calibre .40 de uso militar, de um faccionado para fazer o ‘corre’ no lado boliviano.

Segundo foi apurado pelo jornalista Kike Zavala na cidade de Cobija, um outro vídeo mostra a ação dos bandidos dentro do estabelecimento. Quando Derik – armado com a pistola juntamente com seu primo Barnabé e após anunciar o assalto, o proprietário que era militar, reage pegando uma faca e ameaça jogar contra o bandido.

É neste momento que é baleado e ainda corre atrás da dupla. Na confusão, de tentar entrar no veículo, Derik dispara acidentalmente contra a barriga de Bernabé, o ferindo mortalmente no abdômen e morre momento depois.

O policial identificado como René Choqueniza, é levado por terceiros para o hospital da cidade, onde ficou a disposição da equipe médica, mas, após lutar pela vida, não resistiu ao ferimento e foi a óbito na noite deste sábado, dia 23.

Segundo foi apurado, a arma usada nos dois assassinatos, também teria sido entregue às autoridades bolivianas. O caso agora está nas mãos da Justiça boliviana.

Familiares pedem justiça e pena máxima ao acusado que foi preso. Policial era proprietário do estabelecimento.

Reveja vídeo.

Reveja matéria relacionada:

Tentativa de assalto em Cobija resulta em morte de bandido, policial ferido e prisão de comparsa no lado brasileiro

Comentários