Senador Sérgio Petecão (PSD-AC) Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Senador Sérgio Petecão (PSD-AC) Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador Sérgio Petecão (PSD), durante audiência pública na Comissão de Relações Exteriores (CRE), nesta quinta-feira (8), criticou o governo brasileiro por não ter um posicionamento duro com a Bolívia na questão da produção de drogas. Segundo ele, grande parte dos entorpecentes e armamento ilegal que inundam o país chegam pela Bolívia, fator que afeta drasticamente a segurança da população.

— Não precisa ser especialista para saber que a maior parte da droga que entra no Brasil vem da Bolívia. O governo brasileiro precisa de um posicionamento mais duro com o país vizinho. Ou fazemos uma política de endurecimento, ou as drogas e as armas vão continuar inundando o país, de modo a acabar com a nossa juventude — afirmou Sérgio Petecão.

O senador disse ainda que o Brasil está pagando um preço muito caro pela falta de uma política internacional mais eficiente. Segundo ele, o presidente da Bolívia, Evo Morales, possui pleno conhecimento da produção de drogas, e, mesmo assim, mantem uma política de descaso com o Brasil.

— Não vejo ninguém do governo brasileiro com um discurso incisivo para combater as drogas. As fronteiras do Acre se tornam num corredor da morte. Por lá, entram toneladas de entorpecentes e armas ilegais. Ainda assim, o presidente boliviano é tratado com tapete vermelho pelo governo do Acre. Precisamos endurecer o diálogo com a Bolívia — disse.

Sérgio Petecão destacou ainda a crescente ação de criminosos no Acre que tiram a tranquilidade da população. Segundo ele, os casos de violência refletem o descaso que se tem com as fronteiras.

Comentários