Conecte-se conosco





Geral

Morre Rubens Silva, comerciante que tornou símbolo o entroncamento da BR-317

Publicado

em

Por Leônidas Badaró

Na semana passada, morreu Rubens Marques da Silva, aos 79 anos, vítima de complicações após a realização de uma cirurgia. Nos anos 70, ele construiu um comércio às margens da BR-317, em Xapuri, que viria se tornar um símbolo e ponto de encontro  na localidade, o chamado Entrocamento.

Há mais de 20 anos havia se mudado para Rio Branco. O comércio no Entroncamento continua firme e forte e agora tem até um posto de combustível. Uma das filhas, o genro e um neto é quem cuidam do  negócio.

Conhecido como homem simples,  Rubens comprou a propriedade e logo decidiu construir um pequeno comércio para abastecer os moradores da região, que eram poucos, e também para ajudar quem trafegava pela estrada. Naquele tempo não tinha asfalto na estrada e a viagem, principalmente na época do inverno amazônico, só tinha hora para começar.

Chegar ao Entroncamento representava matar a fome e a sede e conseguir descansar para seguir viagem. Ao longo de mais de 4 décadas, o pequeno comércio se tornou mais que um lanche para os turistas que andam pela estrada federal rumo à princesinha do Acre ou aos municípios que fazem fronteira com a Bolívia e o Peru.

Nestes 40 anos, o Entroncamento se tornou um ponto de encontro para um bom bate papo, de uma boa cerveja gelada e de ouvir as histórias dos moradores mais antigos  que vivenciaram as transformações na rodovia.

Foi com o trabalho na propriedade e com seu jeito simples de atender a todos que Rubens casou com dona Mirtes e criou as suas três filhas, Aida, Socorro e Simone e quatro netos. Para os mais antigos, fica o legado deixado por Rubens e a partir de agora, o bate papo nas mesas do Entroncamento vão ter, com certeza, como assunto, o atendimento cortês à cada viajante durante os mais de 20 anos que o comerciante atendeu quem passou pelo seu comércio às margens da BR-317.

Comentários

Em alta