MÉDICOS-PARALISADOS--631x450Os médicos decidiram realizar uma paralisação de dois dias a partir do dia 16 de março caso o governo não feche acordo com a classe. O ultimato foi dado durante a assembleia realizada na manhã deste sábado (20/02), na sede do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC).

Segundo o presidente da entidade, Ribamar Costa, a deliberação busca demonstrar que a categoria está cansada de esperar e, também, uma forma de demonstrar que o profissional vem sendo paciente em buscar a melhor forma de negociar.

“Há mais de um ano buscamos um acordo e até o momento nada foi feito por parte do Governo, eles protelam e não chegam a acordo. O médico está cansado de ver toda a estrutura da saúde pública se deteriorar”, explicou o sindicalista.

Ribamar costa afirmou que o sindicato mantem o canal de negociação aberto, mas os assessores do governo do Estado cancelaram as últimas reuniões, adiando a resolução dos problemas.

Com o agravamento de uma série de problemas e irregularidades encontradas nos hospitais, os médicos vêm exigindo uma ação mais radical para punir os gestores e garantir a melhoria da qualidade do atendimento.

“Os médicos estão cansados, estressados, vivem atendendo o paciente em uma estrutura precária que prejudica a sociedade. Houve aumento dos casos de mortes de bebês na maternidade por falta de estrutura e pela falta de especialistas em neonatologia! A situação já está se tornando humanitária, por isso a classe acredita ser urgente uma mobilização para dar um basta nesse desgoverno”, afirmou o sindicalista.

Ribamar Costa afirmou que novas irregularidades serão denunciadas com o objetivo de demonstrar ao Ministério Público do Estado (MPE) a necessidade urgente de adoção de medidas que possam resguardar a saúde da população e do profissional.

Comentários