A cena foi registrada na noite desta terça-feira, dia 3, na rua Odilon Pratagi no centro cidade de Brasiléia, pelo comunicador Isnaydle Martins por volta das 21h30. Onde mostra um homem morador de Epitaciolândia, identificado por Aurisérgio, que estava sentado em frente ao prédio do INSS.

Segundo foi registrado, o homem estava sentado ao relento para que pudesse garantir uma das 10 fichas de atendimento oferecidas pela agência do INSS na manhã desta quarta-feira, dia 4. O fato já foi denunciado na semana passada e gerou revolta da população em geral.

A informação ainda não confirmada, de que a mesma poderá fechar em breve, levou algumas autoridades políticas municipais e estaduais, fazer pedidos ao órgão que possa esclarecer tal fato.

Aurisérgio se deslocou de Epitaciolândia para garantir uma ficha de atendimento para sua mãe, que tem 79 anos de idade. “Isso é uma vergonha para os municípios e o estado. Soube que são apenas 10 fichas de atendimento e precisam tomar alguma atitude”, desabafou.

A agência do INSS em Brasiléia é a única que atende uma regional, que é composta por quatro cidades (Assis Brasil, Epitaciolândia e Xapuri).

Ouça o áudio abaixo.

Comentários