Bruneta: 15,7 mil casos confirmados

Dados da dengue em Cruzeiro do Sul são assustadores. Além de dois óbitos confirmados, pelo menos dois tipos do vírus já foram identificados no município.

Segundo a secretária de Saúde de Cruzeiro, Lucila Bruneta, foram diagnosticados dois tipos de dengue, o tipo 1 e o tipo 4. As amostras foram enviadas a Belém. “Qualquer tipo de vírus pode evoluir para uma dengue hemorrágica se não for tratada. A diferença entre os dois tipos é o tempo de evolução. Neste caso, o tipo 4 evolui muito mais rápido que o tipo 1”, explicou.

Até o momento, a secretaria já registrou 15.730 casos confirmados de dengue, e quase 26 mil notificações (casos suspeitos).

Lucila faz um alerta para que as pessoas que sintam os sintomas procurem imediatamente um posto de atendimento de saúde. “É importante que as pessoas cada vez mais busquem as unidades de saúde, e o mais rápido possível. Não fiquem ‘guardando’ a dengue em casa”, pediu.

Ainda de acordo com a autoridade de Cruzeiro, o município está em “total alerta”, tendo em vista que a cidade continua com índice de infestação alta, de 4,5%.

Possíveis multas

De acordo com Lucila Bruneta, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul busca meios de diminuir os índices de infestação. Possivelmente, pessoas que venham a não contribuir podem ser multadas.

“Um dos maiores problemas são os terrenos baldios. Os donos desses terrenos não estão roçando (limpando) seus terrenos, e a prefeitura vai tomar as suas providências”, disse a secretária.


 

Comentários