fbpx
Conecte-se conosco

Cotidiano

Casal de idosos morre com diferença de cinco minutos no Rio Grande do Sul

Publicado

em

Delvino, que havia descoberto ter leucemia há cerca de dois meses antes, completou 74 anos na última segunda. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a baixa imunidade do paciente resultou num agravamento da pneumonia que ele havia contraído, e o idoso morreu às 9h25 desta segunda-feira.

Louise Queiroga

Juntos por mais de 50 anos, o casal Delvino Zanco, de 74 anos, e Maria Soleni Zanco, 72, morreu com apenas cinco minutos de diferença nesta segunda-feira em Passo Fundo (RS), segundo o Hospital São Vicente de Paulo, onde eles ficaram internados por cinco dias. Os idosos tinham recebido alta pouco tempo antes, mas ambos precisaram regressar.

Chaiane Zanco, de 24 anos, contou que seus avós estavam em quartos separados num mesmo corredor da unidade. Enquanto sua mãe e um de seus tios estavam no quarto do avô, recebendo a notícia da morte dele, decorrente de uma parada cardíaca, uma enfermeira entrou no local para avisá-los que a avó também tinha morrido.

Delvino, que havia descoberto ter leucemia há cerca de dois meses antes, completou 74 anos nesta segunda-feira. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a baixa imunidade do paciente resultou num agravamento da pneumonia que ele havia contraído, e o idoso morreu às 9h25 desta segunda-feira.

A dona Maria Soleni, porém, tinha um histórico de três casos de acidente vascular cerebral (AVC). Com sequelas, já havia passado por outras internações. Seu estado que, segundo a neta, já estava delicado, se complicou nos últimos dias também devido a uma pneumonia. A morte dela foi registrada às 9h30 do mesmo dia que a do marido.

— A gente sabe que é difícil, mas foi bonito (vê-los partindo juntos) — disse Chaiane. — Eles sempre ficaram juntos, a vida inteira. Nesses mais de 50 anos, não se separaram nunca. Minha avó ria de tudo, e o vô viveu a vida dele pra fazê-la dar risada. Ele gostava de fazer piadas.

A neta contou que o primeiro AVC da avó ocorreu em 2011. Com o passar do tempo, ela ficou mais dependente de cuidados para ações simples do cotidiano, como se alimentar, tomar banho e ir ao banheiro. Era seu avô o responsável por tal comprometimento.

– Ele acabou cuidando dela nesses anos, mas sempre gostou de fazer comida. Meu avô gostava da horta que ele tinha na casa onde viveu com minha avó — afirmou. — Depois que a leucemia foi descoberta, eles vieram morar conosco. Ficaram quatro gerações na mesma casa: minha vó, minha mãe, eu e minha filha, que tem 6 anos. Mas a gente sempre cuidou deles, mesmo quando morávamos em casas diferentes. Sempre tentamos fazer de tudo pra tentar amenizar (as dificuldades).

Delvino e Maria deixaram três filhos, quatro netos e dois bisnetos. A morte do casal emocionou a família. Alguns parentes usaram as redes sociais para escrever mensagens de despedida.

“Hoje nós vimos partir um AMOR… Amor daqueles que não é pra qualquer um, amor de verdade, de alma e coração, um amor que viveu nas ALEGRIAS E NAS TRISTEZAS comemorando a cada conquista e lutando junto a cada desafio. NA SAÚDE E NA DOENÇA. Se divertindo quando estavam sadios e cuidando um do outro quando a doença aos poucos veio chegando. Mas esse AMOR não parou por aí, foi muito além do ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE, pois nem mesmo a morte foi capaz de separar um amor tão lindo quanto o de vocês! Que com apenas alguns minutos de diferença partiram e foram viver esse amor lá no céu!”, diz uma das publicações.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Botafogo marca no último lance e garante empate contra o Athletico-PR

Publicado

em

Em escanteio no último lance, Bastos marcou de cabeça, deixou o placar em 1 a 1 e manteve o Botafogo na liderança do campeonato

Lance de Botafogo x Athletico-PR pela 10ª rodada do Brasileirão. Foto: V. Silva/Botafogo

Com Tupi

Com emoção até o fim, Botafogo arrancou o empate contra o Athletico-PR, em casa. Em escanteio no último lance, Bastos marcou de cabeça e deixou o placar em 1 a 1. Mastriani fez o gol dos adversários. Com o empate, o Glorioso continua na liderança, com 20 pontos

O primeiro tempo foi bem pobre de ambas equipes. Sem muitas chances criadas, os goleiros quase não trabalharam. Léo Linck, goleiro do Athletico-PR, terminou a primeira etapa sem fazer nenhuma defesa.

Na etapa final, os técnicos mudaram bastante e as oportunidades começaram a aparecer. Em lance no começo do segundo tempo, Mastriani empurrou para as redes após cruzamento. John ainda fez duas defesas difíceis e salvou o Glorioso. No último lance, em escanteio para o Botafogo, Bastos subiu sozinho e cabeceou no canto do goleiro, sem chances de defesa.

Assim como fez o Flamengo no fim de semana, o Botafogorepetiu o feito. Foi na última bola na área, desmanchando a equipe do Athletico-PR, que levava para casa uma vitória importante.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Criciúma no sábado (22), 16h, fora de casa.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Fluminense perde mais uma vez e vira lanterna do Campeonato Brasileiro

Publicado

em

Esse é o pior começo do Fluminense na história do Campeonato Brasileiro, com a defesa que mais tomou gol nas dez primeiras rodadas

Com a derrota, o Fluminense virou o lanterna do campeonato, com seis pontos Foto: M. Gonçalves 

Com Tupi

O Fluminense perdeu mais uma partida na noite desta quarta-feira (19). O Tricolor não fez frente com o Cruzeiro e foi derrotado por 2 a 0. O lateral William marcou duas vezes e fechou o placar. Com a derrota, o Fluminense virou o lanterna do campeonato, com seis pontos.

No primeiro tempo, o Fluminense mostrou que não consegue mais jogar um bom futebol. Apesar da partida movimentada com muitos escanteios desde o início, raramente criava e não assustou o goleiro Anderson. Por outro lado, o Cruzeiro também não incomodava. Então, em toque da bola na mão de Thiago Santos, o juiz marcou pênalti. William bateu e abriu o placar.

Na etapa final, a mesma dificuldade de criação. Fernando Diniz fez algumas mudanças mas não teve sucesso nas mexidas. Para finalizar o pesadelo, no último lance William escapou em contra-ataque e fechou o placar.

Esse é o pior começo do Fluminense na história do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter os mesmos seis pontos nas dez primeiras rodadas igual em 2008, nesta temporada tem a pior defesa, com 18 gols sofridos, média de quase dois por partida.

Na próxima rodada o Fluminense enfrenta o Flamengo, domingo às 16h, no Maracanã. Em caso de derrota, pode culminar na demissão de Fernando Diniz

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Com voltas importantes, Flamengo fecha preparação para enfrentar o Bahia

Publicado

em

Ayrton Lucas, Allan e Cebolinha estão recuperados de suas respectivas lesões; Fabrício Bruno cumpre suspensão

Foto: Gilvan de Souza (Divulgação / Flamengo).

Com Tupi

Está encerrada a preparação do Flamengo para o jogo desta quinta-feira, às 20h, diante do Bahia. A partida é válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro e será realizada no Maracanã com a expectativa de mais de 50 mil pessoas no estádio. A Super Rádio Tupi transmite com Luiz Penido, Dé, o ‘Aranha’, e toda a seleção brasileira do rádio.

As notícias boas da véspera se confirmaram e Ayrton Lucas, Allan e Cebolinha estão novamente relacionados. Os três tiveram problemas musculares recentemente. Desta forma, improvisos como Léo Pereira na lateral esquerda e Léo Ortiz como volante não devem acontecer neste momento.

A baixa fica por conta de Fabrício Bruno. O zagueiro recebeu o terceiro cartão amarelo no jogo de domingo, com o Athletico Paranaense, e cumpre suspensão automática. Desta forma, Léo Pereira deve ser deslocado para sua posição de origem e atuar na zaga ao lado de David Luiz. Bruno Henrique, que teve mal estar no final de semana, está livre para jogar.

Além do confronto direto, já que as duas equipes estão empatadas com 18 pontos, o jogo também tem um caráter especial e com tom de reencontro. Será a primeira vez de Everton Ribeiro, hoje no Bahia, contra o Flamengo. O meia defendeu o clube entre 2017 e 2023 fazendo parte de uma das gerações mais vitoriosas de toda a história rubro-negra.

Comentários

Continue lendo