O Rio Branco

A polícia cientifica do Instituto Médico Legal da capital pede ajuda para a localização de familiares de cadáver de um homem até o momento sem identificação, com traços peruanos resgatado há mais de três semanas em matagal do quilômetro 20 da BR-364, sentido Sena Madureira, vítima de acidente de moto.

Segundo o Diretor Geral do Departamento de Polícia Técnico Científica, Márcio Halen, todo o procedimento de necropsia foi realizado no cadáver, porém não foi possível conseguir sua identificação devido não haver cadastro de suas digitais no banco de dados estadual e federal ou seja, provavelmente ele não é cidadão brasileiro.

Ainda de acordo com o Diretor, se trata de um homem com características peruanas entre 50 a 60 anos, moreno, 1,70 de altura, porte físico mediano, possui tatuagens no braço esquerdo e peito.

cadaver meioNormalmente o prazo máximo para a espera de reconhecimento do corpo por parentes de familiares é de 15 dias, mas é de costume da perícia permanecer por um período maior de até 30 dias na câmara fria para evitar que o cadáver seja enterrado como indigente.

Após o período máximo de 30 dias o instituto irá providenciar juntamente com a Secretaria de Ação Social o enterro do cadáver.

Se por acaso, algum familiar estiver a procura de alguém com essas características, comparecer ao Instituto médico Legal para possível reconhecimento do corpo.

 

Comentários