“O fim da picada. Como pode usar o dinheiro público pra uma bobagem dessas”, disse uma internauta.

Da ContilNet

Neguinho da Beija-Flor na Arena da Floresta
Neguinho da Beija-Flor na Arena da Floresta

O show musical que o cantor e compositor Neguinho da Beija-Flor apresentou no estacionamento do estádio Areana da Floresta, em Rio Branco, custou R$ 275 mil reais aos cofres públicos do Acre. O sambista foi contratado pelo governo do Acre para animar o Réveillon popular. A informação foi confirmada em publicação no Diário Oficial do Acre.

O jornalista Assem Neto foi um dos primeiros a criticar a contratação do cantor pelo valor acima mencionado. Ao publicar cópia do Diário Oficial, comprovando o valor da contratação, Neto denominou a legenda de pão e circo em alusão à prática adotada por líderes romanos que ofereciam apenas comida e diversão não dando margem para a população adotar uma postura crítica diante de fatos políticos.

Em resposta à publicação de Assem, dezenas de internautas criticaram o valor pago pelo governo do Acre a Neguinho da Beija-Flor e questionaram a falta de incentivo nos talentos locais.

“O fim da picada. Como pode usar o dinheiro público pra uma bobagem dessas. Cantores locais já estavam de bom tamanho”, escreveu uma internauta.

Além de criticar o alto valor pago ao sambista carioca, o cantor acreano Dallas Dean Brana Lins, reclamou do baixo valor pago aos talentos da terra e disse que os valores só são pagos após pelo menos um mês de atraso.

“Aí me vem a Fundação Elias Mansour e Fundação Garibalde Brasil querer pagar cachê de R$ 350,00 pra gente cantar 2 horas, pagar ISS e receber depois de um mês”, frisou.

Veja a publicação no Diário Oficial:

Captura-de-Tela-2015-01-02-às-11.47.51

Comentários