O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), iniciou em setembro a orientação e o monitoramento nos municípios no que se refere ao retorno das atividades comerciais.

Intitulada “Força tarefa de educação em saúde em duas etapas para enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19) nos municípios”, a ação visa dar suporte aos municípios acreanos para a retomada segura dos serviços e atividades comerciais.

Ação visa dar suporte aos municípios acreanos para a retomada segura dos serviços e atividades comerciais. Foto: Neto Lucena/Secom.

A técnica  da Divisão de Educação e Saúde, Ilzanete Carrilho, explica que o plano foi construído sob a orientação da Divisão, da Vigilância Sanitária e do Centro de Operações Emergenciais (COE) para a Covid-19.

“Nós assessoramos esse município sobre como ele deveria organizar o plano, e agora estamos fazendo esse trabalho de monitoramento. Estamos dando ferramentas no que se refere a orientações e apoio aos municípios”, explicou Ilzanete Carrilho.

População Indígena

O retorno aos municípios para o monitoramento e novas orientações também abrange a população indígena, um povo numeroso no Acre como explica a gerente da área de Saúde das Populações Prioritárias e Vulneráveis, Zilmar Cândido.

“O que fazemos é acompanhar, avaliar e monitorar a execução das políticas públicas na ponta. E, nesse momento, são vulneráveis dentro da recuperação da doença”, destacou a gerente.

Apoio aos técnicos

As ações desenvolvidas pelos técnicos da Sesacre não seria possível sem o apoio da gestão da pasta e sem olhar especial do governo sobre a Saúde: “Nós ficamos felizes com o apoio da gestão e do governador Gladson Cameli, que nos dão condições necessárias para nos deslocarmos até os municípios, e isso é fundamental”, enfatizou o técnico Eduardo Messias.

Comentários