Conecte-se conosco





Extra

Roubos de moto na fronteira com a Bolívia e Peru gera reclamações por mais segurança

Publicado

em

Ladrões roubam moto ao lado da delegacia de Epitaciolândia durante o dia

As cidades que fazem fronteira com a Bolívia e o Peru, vem sendo alvo de furtos de veículos, principalmente motos. A ação dos meliantes vem gerando insatisfação por parte dos proprietários que clamam por mais segurança.

Na cidade de Assis Brasil, um morador publicou para as redes sociais, anunciando o roubo de sua moto modelo Honda nesta quinta-feira, dia 7. Complementa que somente nesta semana, foram cerca de três veículos na pequena cidade.

Assis Brasil tem menos de 10 mil habitantes, sendo que sua maioria fica na zona urbana. Com o rio que liga o Acre ao Peru bastante seco, vem facilitando o furto de veículos e com o pequeno contingente na Polícia Civil e Militar, ajuda na ação dos ladrões.

“Estamos tendo de contratar vigilância particular e investir em equipamentos de monitoramento para poder ter um pouco de tranquilidade. Aqui era uma cidade onde não essa preocupação de por grades nas portas e janelas”, desabafou o morador.

Já em Brasiléia e Epitaciolândia, que fazem fronteira com a cidade de Cobija, lado boliviano, não é diferente. Ações de ladrões vem assustando os moradores com os furtos que vem crescendo.

Em plena luz do dia, bandidos praticam furtos de motos até em estacionamento de mercado. Além de assaltos pelas ruas e até mesmo depredações do patrimônio público, não se importaram se estavam ao lado da delegacia.

A ação dos ladrões foi registrada e divulgadas nas redes sociais. Maioria dessas motos roubadas em Brasiléia e Epitaciolândia são levadas para o lado boliviano, onde são trocadas por drogas e armas principalmente.

 

Comentários

Em alta