O movimento contou com pouco mais de 15 pessoas, todos de máscaras e álcool em gel para evitar aglomerações.

Um grupo pequeno de pessoas se reuniu na manhã desta sexta-feira, 7, com o objetivo de protestar contra as ações do governo federal. O foi mobilizado por lideranças da Central Única dos Trabalhadores.

Segundo Sebastião Dias, o ato foi pacífico, mas sério. “Não dá mais de ter um presidente que não pensa na saúde pública”, disse.

O movimento foi realizado na Avenida Getúlio Vargas, no centro de Rio Branco, e contou com pouco mais de 15 pessoas, todos de máscaras e álcool em gel para evitar aglomerações.

A manifestação “fora Bolsonaro” aconteceu na Praça da Revolução, no centro de Rio Branco.

Eles ergueram faixas e cartazes contra o presidente da República e denunciaram o descaso contra as 100 mil vítimas da covid-19 no país, retirada de direitos trabalhistas e ataques à democracia e às minorias.

“O governo tem cometido ações de agressão aos direitos e desprezado a tragédia que já levou quase 100 mil brasileiros a morte. Os trabalhadores com futuro ameaçado, o desemprego rodeando os brasileiros e nenhuma ação na política do genocida Bolsonaro para evitar o caos”, lamenta um comunicado do manifestantes.

Comentários